Apoio
Outubro Rosa
Outubro Rosa

E se pudesses medir a tua vida?

Quando confrontados com adversidades, procuramos sempre mais tempo. Se soubesses quanto tempo tens, não o viverias de outra forma?

09 de novembro de 2020

A expressão em inglês serve que nem uma luva: don’t count the years, make the years count. [não contes os anos, faz com que os anos contem, em tradução livre]. Quantas vezes não dás por ti a ver horas ou dias desperdiçados? Quantas vezes não questionas os e ses da vida, o tempo perdido em discussões ou em escolhas que não te levaram a mais do que ficar exatamente no mesmo sítio? Se soubesses exatamente o tempo que te resta, como o aproveitarias?



 
  "Na vida, devemos ser como as águias, que ao ataque de um   corvo não retaliam. Abrem as asas, e voam. As asas são tuas, e   o céu é de quem se atreve a voar."

  Beatriz Rubio, CEO Remax Portugal


O exercício é simples quando o desafio hipotético é "se apenas tivesses um dia", mas complica-se quando se determinam anos. Beatriz Rubio, CEO da RE/MAX Portugal, desafia-nos a todas e a todos a um exercício simples. Pega numa fita métrica, mede os anos que achas possível viveres. Sê realista. A CEO da RE/MAX escolheu a esperança média de vida de uma mulher europeia - 88 anos. E cortou. Depois, pegou nos 55 anos já percorridos, cheios de sucessos e de conquistas, mas também com difíceis decisões e com algumas perdas pelo caminho. E voltou a cortar. Por último, e para manter a sanidade preciosa à vida, cortou o tempo que, em média, passará a dormir. O resultado? 22 anos. Sim, 22 anos de vida útil para uma mulher conhecida pela garra com que agarra cada projeto, cheia de energia e de força e de vontade para viver.

O que fazer com 22 anos? Ou com 2? Ou 40? A mensagem é apenas uma: fazer cada dia valer a pena. Tirar o máximo partido do tempo que resta, lutar por uma vida mais vivida, por desejos concretizados, por sonhos que se possam tornar reais.

Uma mensagem de esperança, a propósito do mês da prevenção do cancro da mama e de todas as pessoas que passam pelo diagnóstico ou que conhecem alguém nessa posição. Porque, para Beatriz, encarar os problemas de frente e lutar é o primeiro passo para a vitória.

Relacionadas

Beatriz Rubio, a CEO da RE/MAX para quem a atitude é sempre o caminho

Nascida em Saragoça, mas a viver em Portugal há quase 30 anos, chegou, viu e venceu. Hoje, representa Portugal numa das maiores redes internacionais de franchising imobiliário. Também criou do zero a marca MOTIVA-TE e está envolvida em várias outras iniciativas. Fomos conhecê-la.

Mais Lidas
Shopping Presentes de Natal até €50

Sem ideias para os presentes deste ano? Conheça a nossa wishlist natalícia, que vai desde livros a joias, passando por coffrets de beleza ou objetos para decorar a casa.