Realeza

Quem sabe o que a duquesa Kate vestiu?

Susan E. Kelley sabe com certeza. A fundadora do blogue What Kate Wore alimenta, desde os Estados Unidos da América, um dos mais antigos e completos espaços online dedicados à Duquesa de Cambridge. Susan respondeu a uma entrevista da Máxima e explicou o fascínio por Kate Middleton que atravessa fronteiras.
Por Carolina Carvalho, 02.05.2019

É a partir da cidade de Okemos, no estado americano do Michigan, que Susan E. Kelley faz o blogue What Kate Wore (O que Kate vestiu) para o mundo. Susan percebeu cedo que Kate Middleton seria um fenómeno de popularidade e abriu este espaço online dedicado à duquesa de Cambridge em 2011 (ano do casamento de Kate com o príncipe William) onde além de descodificar todos os looks da duquesa, cobre também o seu trabalho humanitário. Susan E. Kelley deu uma entrevista à Máxima a propósito do artigo Suas Altezas as Influencers Reais, que a Máxima publicou na edição de Fevereiro de 2019, sobre o papel das mulheres da realeza como ícones de estilo não ser um fenómeno do mundo tecnológico, mas sim quase uma norma social que remonta a séculos passados. What Kate Wore é um entre muitos blogues que se dedicam ao estilo da duquesa, mas o sucesso deste projeto levou à criação de mais dois domínios online: What Kate’s Kids Wore e What Meghan Wore. Está provado que o fascínio pela realeza atravessa fronteiras e ocenos, mas porquê? Susan ajuda-nos a perceber.

 

Em que consiste o projeto What Kate Wore?

What Kate Wore dedica-se a cobrir dois tópicos primários: o estilo da duquesa de Cambridge e o sue trabalho humanitário. Ao cobrir os compromissos da Kate, a primeira parte do post é sempre dedicada ao que a Kate está a fazer, qual a instituição que está a visitar, ou qual a causa que está a destacar através do seu envolvimento. Também incluímos os links para as instituições e organizações que ela está a apoiar nos nossos posts.

Só depois de escrever sobre esses tópicos é que olhamos para o que a duquesa vestiu, quem são os designers que fizeram as peças e que lojas podem tê-las para venda. Também tentamos contextualizar o look daquele dia, notando que uma peça é quase idêntica a outra peça que ela já usou, ou que esta é a segunda vez que ela usa o vestido/casaco/chapéu/etc., ou a importância de outros elementos, como uma cor que reflete as cores nacionais de um país que os membros da família real possam estar a visitar.

Quando e como é que começou?

WhatKateWore cresceu a partir de um blog totalmente separado que eu escrevia para uma loja online que eu e o meu marido tínhamos. Sempre que eu postava sobre a Kate o número de leitores aumentava, assim como o nível de envolvimento dos seguidores. As pessoas estavam nitidamente fascinadas pelo estilo e moda da Kate por isso comprei o URL WhatKateWore em 2010 e comecei a escrever posts em 2011. Nunca me ocorreu que o site se tornaria tão popular que se tornaria a minha ocupação a tempo inteiro! Também comecei as contas de redes sociais de WKW em 2011, sem me aperceber de como seria uma componente grande do What Kate Wore. Comecei What Prince George Wore em julho de 2013 e depois tornei-o What Kate’s Kids Wore quando a princesa Charlotte nasceu. A Susan Courter, uma amiga que conheci há anos através do What Kate Wore, começou What Meghan Wore no fim de 2016 e eu juntei-me como parceira desse site em 2017.

Explique-nos o que é uma RepliKate?

RepliKates são peças menos caras que são parecidas com peças que a Kate usou. Porque muitos de nós não temos orçamentos para roupa que possam incluir vestidos, casacos ou outras peças de designer, tentamos encontrar peças que pareçam o que a Kate usou mas com preços muito mais amigáveis. Algumas peças são muito fáceis de repliKate como os sapatos em camurça Gianvito Rossi que a duquesa usa em várias cores; não é difícil encontrar sapatos de salto alto pretos em camurça a $49 ou $99 que são quase idênticos em aparência aos que a Kate usa. A qualidade será a mesma? Provavelmente não, mas oferece às leitoras a oportunidade de copiar um elemento do guarda-roupa da Kate que achem interessante.

Porque acha que as pessoas são tão interessadas e fascinadas pelo que a realeza usa?

Há um fascínio natural aqui nos EUA porque nós não temos uma família real nossa para seguir. Muitos de nós crescemos com as fábulas românticas e contos de fadas que aumentam o interesse. Há um elemento de glamour associado com o que a realeza veste; as redes sociais aumentaram isto porque os fãs de moda podem ver quase instantaneamente o que eles usaram e depois discuti-lo com amigos no Instagram, Facebook ou Twitter.

O que é que os seus seguidores lhe perguntam mais frequentemente sobre os looks da Duquesa de Cambridge?

Provavelmente o tópico mais popular é como repliKate alguns looks que a Kate usou. Outro é qual a marca de meias que a Kate usa; obviamente isso é só para quem prefere usar meias (este é um tópico que divide, porque muitas leitoras não usam meias nude e não querem sequer saber delas). Quase todas nós temos curiosidade sobre as joias emprestadas pela rainha à duquesa. Não apenas as peças específicas, mas também a mecânica e logística de como isso acontece.

O que é que na sua opinião torna a duquesa de Cambridge especial?

Uma das facetas mais interessantes da história da Kate é o facto de ela ter sido uma plebeia a entrar na família real britânica. Ele tinha um look "girl next door" e o guarda-roupa dela incluía peças de lojas acessíveis para quase toda a gente, como Zara e Topshop. O guarda-roupa dela agora inclui roupa e acessórios muito mais caros, mas continua a haver ocasiões em que ela usa algo que muitas leitoras podem comprar. Também é fácil gostar imediatamente da duquesa, ela parece ser uma pessoa adorável, terra à terra e próxima, alguém que sabe rir de si própria.

Da sua experiência com o blog e até enquanto jornalista, explique-nos quão importante é para uma marca se a duquesa de Cambridge usar uma peça de roupa ou acessório?

Pode ser um extraordinário estimulante para a marca, mas também pode criar problemas para marcas pequenas que podem não estar equipadas para lidar com uma encomenda imediata de várias centenas ou vários milhares de peças. Não há dúvida que a duquesa de Cambridge, a duquesa de Sussex, assim como muitos outros membros da realeza como a rainha Letízia ou a princesa Mary, podem acender um holofote sobre uma marca e apresentar o seu material a milhões de potenciais clientes. Mas lidar com esse nível de atenção e produzir mercadoria para ir ao encontro da procura pode ser esmagador.

Se tivesse oportunidade de fazer este projeto com qualquer outro membro da realeza do passado, quem seria?

Esta é uma óptima pergunta! Há vária mulheres que me vêm à cabeça. O estilo da princesa Margarida foi icónico no seu tempo, com o look de assinatura que espalhava glamour. Ela foi famosa por ter popularizado o New Look de Christian Dior, com a cintura apertada e saia rodada. A princesa adorava acessórios: lenços vibrantes e joias brilhantes eram imagens de marca do look dela. Os statements de moda dela eram tão icónicos que foi firmado um termo para nos referirmos a ele, "Margaret Look".

Diana, princesa de Gales, foi o primeiro membro sénior da família real cujo estilo foi escrutinado sob as lentes dos media globais, numa era com uma explosão de programas de televisão e publicações impressas dedicadas ao estilo das celebridades. A moda da princesa Diana evoluiu da designs juvenis com folhos e laços para um look simplificado, impecavelmente cortado com uma elegância intemporal. Ela adoptou elementos de design que funcionavam para a silhueta e para o trabalho dela, passando de peças amplas e soltas para designs mais sofisticados, ajustados ao corpo como um revestimento básico. Sem ser uma oradora frequente em público, a princesa estava bem consciente de que a sua moda estava sob um microscópio e usava o guarda-roupa para falar por ela. Isto pode ser feito pela seleção do designer ou através do corte, cor e bordados de uma peça. Diana assumia riscos, e nem todas as suas experiências de moda foram consideradas sucessos, mas a vasta maioria do seu guarda-roupa refletiam a princesa e o seu trabalho brilhantemente.

Tags: realeza susan e. kelley moda kate middleton duquesa de cambridge meghan markle duquesa de sussex guarda-roupa replikate
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!