Moda

O calçado português foi elevado ao estatuto de arte

Dez anos após o seu lançamento mundial, a campanha Portuguese Shoes 2019 celebra a arte e o movimento e tem como protagonistas os bailarinos da Companhia Nacional de Bailado.
Por Aline Fernandez, 18.12.2018

A Livraria Lello foi o local escolhido para a celebração dos 10 anos das campanhas Portuguese Shoes, através do lançamento ao público do livro X Portuguese Shoes – 10 years of the sexiest industry in Europe. "Estamos aqui neste sítio magnífico na cidade do Porto que é um bom exemplo do que eu espero que seja o futuro do calçado português", deseja Luís Onofre, designer e presidente da APICCAPS – Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e seus Sucedâneos.

O objetivo da campanha é apoiar a estratégia de internacionalização do calçado português. Desde o início do projeto, as exportações cresceram 60% em Portugal para um máximo histórico de €1.965 milhões em 2017. Hoje, pode-se encontrar calçado português em 152 países, pelos cinco continentes.

O livro de colecionador reúne um resumo das imagens mais icónicas publicadas, com a participação de modelos como Sara Sampaio, Maria Clara, Sharam Diniz, Isilda Moreira, Ruben Rua, Luís Borges e da atriz Victoria Guerra. O livro inclui ainda as imagens da campanha de 2019, fotografadas por Frederico Martins no Teatro Camões, em Lisboa, que celebram a arte e o movimento, tendo como protagonistas os bailarinos da Companhia Nacional de Bailado. X Portuguese Shoes – 10 years of the sexiest industry in Europe estará à venda apenas na Livraria Lello.

"A evolução recente da nossa indústria permite elevar o calçado português ao estatuto de objeto de arte. Esta é uma campanha substancialmente diferente de todas as outras efetuadas até hoje, mas nem por isso é menos ousada: renovamos a ambição de tornar o calçado português uma grande referência internacional pelo design, inovação e bom gosto", declara Luís Onofre.

E quais as características que um bom sapato não pode deixar de ter? "Eu antigamente dizia elegância. Agora digo conforto e durabilidade e que seja um sapato eterno. Cada vez mais as pessoas estão a comprar coisas que sejam para ficar e que tenham gosto tanto agora como daqui a 10 anos", conclui Onofre.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!