Celebridades

Diários da pandemia: o que está a fazer imensa falta a Catarina Wallenstein

A atriz partilhou com a Máxima o que faria se pudesse voltar ao tempos anteriores à quarentena, onde pensa ir e o que quer mesmo comer.

13 de maio de 2020 | Aline Fernandez

Qual o espaço da casa que tem sido o seu refúgio?

O espaço mais refúgio da casa tem sido uma varanda onde consigo apanhar sol, e onde por vezes me esqueço do confinamento.

O que tem lido nestes dias? 

Ando entre A Vida das Plantas, do filósofo italiano Emanuelle Coccia, e O Canto Nómada, de Bruce Chatwin.

Quais as séries que aproveitou para ver? 

Aproveitei para ver a série portuguesa A Herdade, do Tiago Guedes. E gostei muito.

Qual o filme que viu durante a quarentena e adorou? 

Vi um destes dias e adorei Testemunha de Acusação, do Billy Wilder, com a Marlene Dietrich.

Qual a música que tem embalado os seus dias em casa? 

Ser Solidário, do Zé Mário Branco. A primavera é sempre do Zé Mário cá em casa.

O que achou que não ia sentir falta, mas está a sentir?

Andar de carro pelas ruas de Lisboa. Quando comecei a fazer algumas tarefas e me desloquei na cidade, percebi o quanto esse momento sozinha no carro, com a minha música ou os meus pensamentos não era um dado adquirido associado a trânsito ou pressas, mas na verdade um tempo para mim, que com surpresa descobri fazer-me imensa falta.

O primeiro lugar onde vai após o fim do isolamento?

Vou ver o mar. Pisar a areia.

A primeira pessoa a quem vai dar abraços e beijinhos?

Aos meus pais, claro. Aqueles que mais queremos abraçar e temos de proteger. E que já nos protegeram tanto.

O primeiro restaurante onde quer ir assim que abrir?

Comer uma pizza ao Casanova. Espero não estar nenhum cruzeiro atracado.

A primeira viagem que vai querer fazer…

Ao Brasil. Faz-me muita falta.

Se pudesse voltar no tempo, o que faria antes de começar a quarentena?

Teria passado algum tempo no campo a carregar baterias antes do confinamento na cidade.

Foto: Vitorino Coragem
1 de 3
Foto: Vitorino Coragem
2 de 3
Foto: Vitorino Coragem
3 de 3
Saiba mais Catarina Wallenstein, pandemia, coronavírus, Covid-19, quarentena, confinamento, isolamento
Relacionadas
Mais Lidas
Realeza As amantes da vida de Juan Carlos

Num momento de especulação sobre o seu paradeiro, e após informar a casa real espanhola do seu afastamento, voltam a surgir as histórias da vida de um rei que nunca gostou de ser discreto.