Celebridades

10 atores que foram despedidos de filmes

Conseguir o papel principal num filme ou série não é garantia de permanência no set. Conheça as histórias de atores e atrizes que tiveram de deixar as gravações.
Por Inês Fernandes, 29.04.2019

Apesar de já terem participado nalguns dos melhores filmes de sempre ou de terem um percurso de bons papéis, são muitas as razões que levaram estes atores a ser afastados de determinado projeto. Da visão artística em conflito com a opinião dos realizadores ao mau comportamento.

Descubra na lista os casos mais conhecidos de despedimentos em Hollywood: 

Julianne Moore
A atriz conseguiu o papel para dar vida à escritora Lee Israel no filme Can You Ever Forgive Me?. Porém, foi substituída por Melissa McCartney, que acabou por ser nomeada para um Óscar. Moore sublinhou diferenças criativas com o diretora da longa metragem Nicole Holofecener. No programa americano Watch What Happens Live a atriz explicou: "Eu não deixei o filme, eu fui despedida. A Nicole despediu-me. Essa é a verdade. Acho que ela não estava a gostar do que estava a fazer."

Kevin Spacey
O ator principal da série House of Cards foi despedido depois de ser acusado por vários homens de assédio sexual, no ano de 2017. Spacey ainda respondeu afirmando estar "horrorizado" com as declarações, e aproveitou para se assumir como homossexual. Porém, o escândalo pôs um travão na carreira do ator. Como consequência, a sua personagem na série foi morta, e foi substituído noutro filme que protagonizava (All the Money in the World) por Christopher Plummer.

Anne Hathaway
Antes de Katherine Heigl dar vida à personagem principal do filme Um Azar do Caraças, a atriz Anne Hathaway tinha sido a escolhida. No entanto, foi despedida antes da fase de produção sequer começar. A atriz e o diretor do filme Judd Apatow discordaram sobre a cena muito explicita do parto, e Anne saiu.

Charlie Sheen
A série Two and a Half Man ia na oitava temporada quando o seu ator principal foi demitido. Sheen saiu depois ter feito comentários inflamatórios sobre os produtores e depois de não cumprir o tempo estipulado numa clínica de reabilitação (o ator ia na terceira em apenas 12 meses). Numa carta de 11 páginas, os produtores da série descreveram que o ator estava doente. Rapidamente, a série substituiu Sheen com Ashton Kutcher, que durante as suas quatro temporadas filmadas foi o ator mais bem pago da televisão norte-americana. 

Megan Fox
Um dos casos mais conhecidos foi o despedimento de Megan Fox da saga Tranformers. Em 2009, a atriz deu uma entrevista à revista inglesa Wonderland, dizendo que Michaeal Bay (diretor do filme) queria ser um "Hitler nos seus sets" e que era "um pesadelo trabalhar com ele". A atriz que protagonizou os dois primeiros filmes acabou por ser substituída no terceiro por Rosie Huntington-Whiteley. Em 2017, Fox admitiu à revista Cosmopolitan que ser substituída da saga foi o ponto baixo da sua carreira.

Ryan Gosling
O ator tinha sido escolhido para dar vida ao papel de Jack Solomon no filme The Lovely Bones, antes de ser inesperadamente despedido. O diretor da longa metragem Peter Jackson, disse que foi pelos 30 quilos que o ator tinha ganho. Gosling confirmou que não tinha falado com Jackson, e que simplesmente apareceu no set com uns quilos extra. À revista Hollywood Reporter, o ator disse que imaginava o pai a pesar cerca de 95 kgs e que "apareci no set, e simplesmente tinha interpretado mal. E depois estava gordo e desempregado."

Christian Bale
O estúdio fez várias audições antes de escolherem Bale para o filme de culto American Pyscho. Mas depois de um longo processo de contratação deixaram Bale ir em prol de Leonardo DiCaprio. Porém, o ator continuou a treinar no ginásio acreditando que o papel voltaria para ele – tal como aconteceu.

Edward Norton
O ator que deu vida a Hulk no filme O Incrível Hulk não foi chamado para protagonizar a saga Os Vingadores em 2012, depois do presidente da produção da saga sublinhar que Norton não tinha o espírito de equipa necessário. "A nossa decisão não é monetária, mas sim baseada na necessidade de um ator que incorpore a criatividade e que tenha o espírito de colaboração do resto do nosso elenco talentoso."

Collin Firth
O premiado ator já tinha terminado de gravar as suas falas para o filme Paddington, quando os produtores acharam que a sua voz matura não se adequava ao jovem e inocente urso. A sua voz foi assim substituída por Ben Wishaw.

Judy Garland
A icónica Doroty de O Feiticeiro de Oz não causou tão boa impressão no set do filme Valley of the Dolls. Trabalhar com a atriz era alegadamente enervante e acabou por ser despedida depois de se ter recursado a sair do seu camarim.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!