Junte-se ao nosso canal de WhatsApp e aceda diretamente aos temas Máxima do momento. Seguir
Beleza / Produtos

Óleo de pinhão. Como o “caviar da floresta” já está a ser usado na cosmética

A portuguesa Liquid-Land apresenta-se ao mercado de beleza com um produto premium, totalmente orgânico. O seu produto estrela é um óleo facial cujo único ingrediente, também designado de ouro da natureza, nos desvenda o poder do terroir mediterrânico dos pinheiros de primeira linha em Portugal.

A carregar o vídeo ...
07 de fevereiro de 2023 Máxima

"A história da Liquid-Land começa aqui perto", descortina Cristina Cardoso, gestora da nova marca de skincare, aquando da apresentação oficial à imprensa e a influencers, no hotel Sublime na Comporta. A paisagem envolvente, pejada de pinheiros mansos, aludia já ao anúncio. "Na zona do Carvalhal [continua] alguém que fazia a extração do óleo de pinhão para fins alimentares percebeu que quem trabalhava no terreno, apresentava uma textura diferente nas mãos, que se tornavam mais lisas, muitíssimo hidratadas". Este facto chamou à atenção da empresa nacional F.Lima, que dedicou os meses seguintes ao estudo do fenómeno. Uma oportunidade de ouro – lá iremos.

A nova marca de skincare pretende respeitar o ciclo de crescimento e desenvolvimento do pinheiro e do pinhão em Portugal.
A nova marca de skincare pretende respeitar o ciclo de crescimento e desenvolvimento do pinheiro e do pinhão em Portugal. Foto: DR

Com 100 anos de história e com a quarta geração da família a gerir e administrar a empresa, a F.Lima destaca-se na criação e gestão de marcas, em distintas categorias e com vários canais de distribuição. A Liquid-Land representa o mais recente desafio no setor da beleza, e protagoniza uma entrada triunfante em 2023 com um único lançamento: o óleo facial de pinhão.

A embalagem.
A embalagem. Foto: DR

Um produto 100% natural e puro, que veio, afinal, pôr a descoberto o poderio do pinhão do mediterrâneo (Pinus Pinea). Com três vezes mais proteína que qualquer outro pinhão, este óleo provém de uma aveludada semente de pequena dimensão, cada vez mais rara, daí a designação de "ouro da natureza" ou "caviar da floresta"

"Portugal é um país privilegiado nesta espécie. Temos o que se pode considerar o melhor pinhão que existe, muito superior em termos químicos a outras espécies", desvenda Cristina Cardoso, rematando com um sorriso "temos o ex-libris dentro do reino dos pinhões". As características atmosféricas favorecem a qualidade e propriedades únicas referidas, graças aos verões quentes e invernos húmidos e à proximidade do mar.

A empresa recorre a um fornecedor que se guarnece junto de produtores locais. O processo é simples: o pinhão é colhido – muitas vezes manualmente, o que potencia o valor final – e prensado a frio para extração do óleo. Este fica em depósito por um mês para que todas as impurezas possam vir ao de cima e ser retiradas. Sem conservantes nem aromas, não passa sequer por um processo de centrifugação, comum noutros óleos. O produto pastoso que sobra, é muitas vezes reaproveitado por outrem para farinha e panificação.

Um óleo facial bidiário que também pode ser usado no corpo e cabelo.
Um óleo facial bidiário que também pode ser usado no corpo e cabelo.

A colheita, realizada sazonalmente, é marcada pela preocupação de recolha das pinhas de primeira geração em cada árvore. A exaltação às maravilhas da natureza parece, pois, ser acompanhada do respeito e cuidados necessários. "É preciso saber gerir a natureza e há efetivamente um enorme potencial, mas sempre com esta condicionante - saber que eu não controlo a natureza", revela a gestora, fazendo ainda alusão à problemática das pragas.

Quando chega até nós, o óleo facial de pinhão apresenta-se num packaging bonito e pensado, com a promessa primordial de hidratação, sem target etário específico, "a hidratação da pele não tem de estar vinculada à idade", acrescenta Cristina Cardoso. A presença do ácido gordo linoleico, promove esta mesma hidratação, prevenindo a perda de água e simultaneamente estimulando a elasticidade da pele. Firme, macia e regenerada. Ideal para primeiras linhas e rugas, este novo coqueluche da skincare conta ainda com um efeito adjacente antioxidante, que protege a pele dos radicais livres, hiperpigmentação e danos causados pelo sol. Sugere-se uma aplicação bidiária, adicionado à rotina habitual de cuidados com o rosto, após limpar e tonificar, inclusive para peles oleosas.

O produto inaugural da Liquid-Land procura a dupla exaltação à natureza e respeito pela matéria-prima.
O produto inaugural da Liquid-Land procura a dupla exaltação à natureza e respeito pela matéria-prima.

A marca tenta, pois, posicionar-se junto de um consumidor mais atento, ciente da pegada ambiental dos produtos e embalagens que prejudicam de alguma forma o ambiente e a saúde, numa dupla lógica de sustentabilidade e busca de transparência. Terá mais produtos de pinhão? "Futuramente, a expectativa é posicionar a marca a nível mundial, e o objetivo é alargar a gama de produtos para mãos, lábios.... Sempre nesta lógica do pinhão, sim".

O óleo facial de pinhão custa €87 (30ml) e encontra-se disponível para venda exclusivamente aqui.

Saiba mais
Beleza, Educação, óleo de pinhão, Liquid-Land, Comporta, Sublime, Cristina Cardoso, Carvalhal
As Mais Lidas