Rosto&Corpo

15 mitos de beleza desmistificados

Se cortar o cabelo na lua cheia este cresce mais depressa? Será (mesmo) indiferente dormir com a maquilhagem? Jogámos ao verdadeiro ou falso e, com a ajuda de profissionais, desvendámos alguns mitos.
Por Pureza Fleming, 14.03.2018

São muitos anos de "diz-que-disse", verdades que julgamos absolutas e que pomos em prática no dia a dia sem questionar. Para termos a certeza, falámos com dois profissionais da beleza que nos explicam o que andamos a fazer de certo, de errado e de assim-assim, com o nosso rosto e cabelo.

"A água fria fecha os poros"

Verdadeiro. A makeup artist, Nana Benjamin, explica que, se a ideia for hidratar a pele, logo manter os poros abertos para que o produto penetre, a água deverá estar quente. Mas se, pelo contrário, o objetivo for colocar maquilhagem, a água fria é a escolha mais acertada. A profissional de beleza sugere ainda que, após uma exfoliação seguida de máscara, se retire o produto com água fria.

"Não há problema nenhum em adormecer com a maquilhagem"

Falso. O período da noite é quando a pele se regenera. As impurezas que esta vai acumulando ao longo do dia, seja pela poluição, seja pelos químicos que a maior parte dos produtos de maquilhagem incluem, vão ser absorvidas durante a noite se a pele não for limpa. O pior é que este descuido não só é nocivo para a pele, como também para a saúde interna do organismo.

"Na hora de se maquilhar ou destaca os olhos ou a boca. Nunca os dois"

Depende. "Na passada estação quente viram-se ambas as zonas destacadas, em simultâneo", ressalta a maquilhadora profissional. Adianta que, neste momento, "depende de quem se está a maquilhar: do seu rosto, da sua personalidade". Naturalmente que quem não tem jeito para se maquilhar, jamais deverá arriscar esta proeza.

"Se não trocarmos de champô com regularidade este deixa de fazer efeito"

Falso. De acordo com o hair stylist Cláudio Pacheco, do Chiado Studio, a verdade é que o champô continua a fazer o efeito proposto. A pessoa é que deixa de o sentir já que, uso após uso, o produto vai tratando o problema do cabelo em questão e então a diferença deixa de ser notória. Contudo, avisa, devemos sempre equilibrar diferentes tipo de champô, entre a nutrição e a reparação.

"Se arrancar um cabelo branco, vão crescer dois no lugar deste"

Falso. Ou cresce o mesmo ou não cresce nenhum. Normalmente cresce o mesmo.

"O cabelo cresce mais rápido quando o cortamos"

Falso. O que acontece quando cortamos o cabelo e tiramos as pontas então espigadas, é que durante os primeiros meses vamos sentir que o cabelo que cresce é saudável. Quando não se corta durante muito tempo e este está danificado, ele cresce na mesma, embora devido às pontas espigadas este parta-se com maior facilidade.

"Passar água fria pelo cabelo, no final do duche, deixa-o mais brilhante"

Falso. O PH da água não altera o cabelo, logo não vamos sentir nada. O que acontece é que o choque térmico faz uma retracção da cutícula, fechando-a um pouco mais e dando a sensação de brilho extra.

"Não pentear o cabelo deixa-o mais saudável"

Verdade. Quando estamos a pentear cabelos alterados quimicamente, a tracção da escova só vai servir para partir o já por si frágil cabelo. Evitar certos gestos (ou escovagens) mais agressivos podem salvaguardar o cabelo.

"Usar pó de talco quando o cabelo está sujo e não há tempo para o lavar"

Verdade. É certo que o pó de talco absorve alguma da gordura do cabelo, no entanto também pode entupir os poros do couro cabeludo e "atrofiar" o crescimento deste. A alternativa são os champôs secos, que não entram nos poros.

"Cortar o cabelo durante a lua cheia faz com que este cresça mais"

Falso. Ao contrário das plantas, que são influenciadas pela lua, no cabelo esta não tem qualquer efeito no que diz respeiro ao seu crescimento.

"O corretor de olheiras deverá ser mais claro do que a base"

Falso. O tom do corretor tem de ser o mais próximo possível do tom da pele. Consoante as olheiras, ele deverá ser ou mais verde, que tapa os vermelhos, ou salmão responsável por esconder as olheiras mais profundas e acentuadas. O perigo dos corretores mais claros é criarem aquele efeito panda, ou seja, duas bolas (feias e inestéticas) em torno dos olhos.

"Só se deve usar o dedo anelar para colocar creme de olhos"

Depende. Podemos usar o anelar, mas também o indicador. A diferença é que o anelar faz menos pressão, e uma pressão que é contínua. Isto é favorável já que os olhos são uma zona extremamente sensível e devem ser tratados com muito mimo.

 "Rodelas de pepino nos olhos ajudam a reduzir os papos"

Verdadeiro. Porém se os papos forem muito enunciados não terá um efeito visível numa primeira vez. Naná sugere um truque às leitoras da Máxima: colocar duas colheres de sopa no congelador durante 5 minutos. Depois limpa-se a colher para retirar gelo, coloca-se um kleenex em cima de cada olho para não queimar, encaixam-se as colheres em cada olho, onde ficam até deixar de se sentir fresco. Sacos de chá tília orgânico frio também fazem maravilhas aos olhos inchados e às olheiras.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!