Atual

Princesa Mary da Dinamarca foi desconvidada para o funeral de Isabel II

Apenas o marido, o príncipe herdeiro Frederik, e a monarca do país, Margrethe II compareceram.

Foto: Getty Images
21 de setembro de 2022 Bianca Gregório / com Rosário Castro.

A família real dinamarquesa lançou um comunicado, no dia 13 de setembro, a anunciar que o príncipe herdeiro Frederik iria estar presente no funeral de Isabel II acompanhado da mulher, Mary, e mãe, rainha Margrethe II. No entanto, havia apenas dois lugares guardados na Abadia de Westminster para representantes da Dinamarca, e nenhum deles pertencia à princesa. À chegada do dia da cerimónia foi dito que apenas a rainha e o príncipe iriam comparecer.

O tabloide dinamarquês BT disse ao jornal britânico The Independent que o facto do Ministério dos Negócios Estrangeiros ter retirado o convite inicial a Mary foi um "erro lamentável". O jornal aponta a probabilidade do convite ter sido revogado devido à regra de cada país poder levar apenas um dignitário. 

É sabido que a princesa tinha estado na presença de Isabel II em várias ocasiões, e que era amiga de outros membros da família real inglesa. 

Princesa Mary com Kate Middleton, agora princesa de Gales, em fevereiro de 2022
Princesa Mary com Kate Middleton, agora princesa de Gales, em fevereiro de 2022 Foto: Getty Images

O príncipe Frederik e rainha Margrethe II estiveram sentados na primeira fila do funeral da monarca inglesa, do lado oposto ao rei Carlos III e a Camila, rainha consorte.

Rianha Margrethe II e príncipe Frederik à chegada ao funeral da rainha Isabel II
Rianha Margrethe II e príncipe Frederik à chegada ao funeral da rainha Isabel II Foto: Getty Images

A rainha dinamarquesa foi a primeira monarca estrangeira a visitar o caixão de Isabel II antes do funeral.

Saiba mais
Atualidade, Mundo, Diversão
Leia também

Embaraços, gaffes e humilhações no funeral de Isabel II

Tudo foi coreografado ao pormenor e seguindo as vontades que a rainha de Inglaterra expressara há muito para o seu próprio funeral. Mas as emoções humanas escaparam ao guião e tornaram-se um acontecimento dentro das maiores exéquias de Estado do nosso tempo.

As Mais Lidas