Atual

Os livros da minha vida: A escolha de Hugo Gonçalves

Desafiámos alguns escritores portugueses a partilhar as suas escolhas literárias de uma vida. Conheça as de Hugo Gonçalves.

14 de abril de 2020 | Rita Lúcio Martins

Jornalista e escritor, tem 44 anos e vive em Lisboa. Autor dos romances O Maior Espectáculo do Mundo (2004), O Coração dos Homens (2006), Enquanto Lisboa Arde O Rio de Janeiro Pega Fogo (2013), O Caçador do Verão (2015) e Filho da Mãe (2019), Hugo Gonçalves foi correspondente de várias publicações portuguesas em cidades como Nova Iorque, Madrid ou Rio de Janeiro, onde também trabalhou como editor literário. Além dos livros de crónicas Fado, Samba e Beijos com Língua (2011) e Postais dos Trópicos (Ebook, 2015), assina também a coautoria da série televisiva País Irmão, transmitida pela RTP.

Património, de Philip Roth (Dom Quixote)

Um relato biográfico sobre a doença e a morte do pai do escritor norte-americano - lúcido, pertinente e belo, comovente sem ser piegas. 

Feliz Ano Novo, de Rubem Fonseca

Uma brutal colectânea de contos, escrita numa voz única que, apesar de publicada há quase 50 anos, é ainda um retrato único do Brasil.

O Homem que Gostava de Cães, de Leonardo Padura Fuentes  (Porto Editora)

Só alguém que viveu num ditadura comunista, como a cubana, poderia escrever um livro tão formidável sobre o os delírios ideológicos do século XX.

Obra Poética, de David Mourão Ferreira (Assírio e Alvim)

Esta antologia do apelidado príncipe da cultura é a mostra derradeira do talento de um dos meus poetas preferidos.

A Desilusão de Deus, Richard Dawkins (Casa das Letras)

Um livro que, a partir da ciência, questiona superstições e dogmas religiosos. Dawkings financiou uma tradução para árabe, grátis na internet, e o livro já foi descarregado milhões de vezes.   

Património, de Philip Roth (Dom Quixote)
1 de 5 Património, de Philip Roth (Dom Quixote)
Feliz Ano Novo, de Rubem Fonseca
2 de 5 Feliz Ano Novo, de Rubem Fonseca
O Homem que Gostava de Cães, de Leonardo Padura Fuentes  (Porto Editora)
3 de 5 O Homem que Gostava de Cães, de Leonardo Padura Fuentes (Porto Editora)
Obra Poética, de David Mourão Ferreira (Assírio e Alvim)
4 de 5 Obra Poética, de David Mourão Ferreira (Assírio e Alvim)
A Desilusão de Deus, Richard Dawkins (Casa das Letras)
5 de 5 A Desilusão de Deus, Richard Dawkins (Casa das Letras)
Saiba mais Hugo Gonçalves, Escolhas Literárias, Livros, As minhas escolhas, Quarentena, O Coração dos Homens, Rio de Janeiro, literatura
Relacionadas

Quatro livros para ler agora

É tempo de por a leitura em dia. Podem existir mil e um programas para fazer em tempos de isolamento, mas certamente nada se compara ao prazer de ler um livro. Estas são as nossas escolhas do mês.

Mais Lidas