Atual

Morreu Virgil Abloh, diretor criativo da Louis Vuitton e fundador da Off-White

O revolucionário designer que ajudou a transformar o streetwear em luxo, morre, aos 41 anos, vítima de um cancro raro com que lutava há dois anos. A notícia foi avançada pelo grupo LVMH.

D.R.
D.R.
28 de novembro de 2021 Rita Silva Avelar

Tinha 41 anos e lutava há dois contra um angiosarcoma cardíaco, um cancro raro e agressivo. Foi o primeiro negro a chegar ao cargo de diretor criativo das coleções masculinas da marca de luxo Louis Vuitton, e fundou a criativa e a irreverente Off-White em 2013. A notícia da sua morte foi avançada pelo grupo LVMH, que detém a Louis Vuitton, no Instagram.

"Estamos devastados por anunciar a morte do nosso querido Virgil Abloh, um pai, marido, filho, irmão e amigo devoto", lê-se na mensagem, que foi também publicada na conta do designer. Tinha dois filhos, Grey e Lowe Abloh, com Shannon Abloh, com quem tinha uma relação desde 2009. "Ele optou por suportar a sua batalha em privado desde o seu diagnóstico em 2019, passando por inúmeros tratamentos desafiantes, tudo isto enquanto dirigia várias instituições importantes que abrangem a Moda, a Arte e a Cultura" lê-se no mesmo texto. "Enquanto passou por tudo isto, a sua ética de trabalho, curiosidade infinita, e otimismo nunca vacilaram. Virgil foi impulsionado pela dedicação ao seu ofício e à sua missão de abrir portas aos outros e criar caminhos para uma maior igualdade na Arte e no design. Ele dizia frequentemente: "Tudo o que faço é para a versão de 17 anos de mim mesmo", acreditando profundamente no poder da Arte para inspirar as gerações futuras."

Descrito várias vezes como disruptivo e genial, era também conhecido pelas suas parcerias criativas com outras marcas de Moda e lifestyle, como Jimmy Choo, IKEA, Nike ou Mercedes-Benz.


Virgil era filho de imigrantes do Gana, cresceu em Chicago, nos EUA, e antes de chegar à Moda formou-se em engenharia civil e arquitetura. A sua famosa colaboração com o rapper Kanye West, em 2002, catapultou-o para o estrelato. "A sua abordagem expansiva ao design inspirou comparações com artistas como Andy Warhol e Jeff Koons. Para ele, as roupas eram símbolos de identidade", escreve Vanessa Friedman, no The New York Times. "Abloh transformou não só o que os consumidores queriam vestir, fazendo a ponte entre o vestuário de rua e o mundo do luxo, mas também o que as marcas queriam num designer", acrescenta - e não poderia mais certa. Com a notícia da morte do designer, o mundo da Moda fica, certamente, mais pobre.
Saiba mais
Virgil Abloh, LVMH, Louis Vuitton, Off-White, Instagram, Moda, artes, cultura e entretenimento
As Mais Lidas