Atual

Lojas de luxo em Paris temem os 'coletes amarelos'

A presença do movimento Gilets Jaunes nas zonas mais luxuosas de Paris obrigou lojas como as da Balmain, Yves Saint Laurent e Dior a fecharem portas e a tapar as montras.

Foto: Getty Images
21 de dezembro de 2018 | Sara Nascimento

De forma geral, as manifestações em França concentram-se sobretudo na zona leste da capital, contudo, nos últimos cinco fins de semana, os "Coletes Amarelos" dirigiram-se especialmente à zona onde o luxo se encontra em letras grandes à entrada dos edifícios.

Talvez se deva ao facto desta zona ser também a morada do presidente francês, Emmanuel Macron, e por isso, as lojas de luxo viram-se obrigadas a protegerem-se de possívels manifestações na cidade. Para além de fechadas ao público numa altura altamente lucrativa – o Natal – as grandes marcas francesas ou estrangeiras, mas com lojas em Paris, tiveram que tomar medidas de proteção, entre elas, entaipar as fachadas e entradas

Com um aspeto quase apocalíptico, boutiques como as da Céline, Gucci, Balenciaga, Balmain, Kenzo, Ralph Lauren e Yves Saint Laurent (entre outras) apresentam as suas montras de Natal como nunca antes: tapadas com cartão. Uma vez que muitos protestantes olham para as marcas em questão como símbolos de desigualdade e elitismo, estas tiveram de zelar pela segurança e fechar portas.

Marcas como Dior ou Burberry recusaram fazer comentários sobre como a situação poderá afetar as vendas. "Ninguém quer fazer compras na Louis Vuitton dos Campos Elísios quando existem carros a arder no meio da rua", disse Mario Ortelli, sócio da Ortelli&Company à revista Vice francesa.

Segundo a Federação de Retalho Francesa, lojas de variados setores terão perdido à volta de €1 milhão de euros desde que os protestos começaram.

Numa altura em que a indústria de luxo se encontra tradicionalmente cheia com residentes e turistas a fazer as suas compras de Natal, o negócio irá certamente ressentir o peso dos protestos na sua economia.

Saiba mais Coletes Amarelos, Paris, França, Dior, Balmain, Gucci, Ralph Lauren
Relacionadas
Mais Lidas
Realeza As amantes da vida de Juan Carlos

Num momento de especulação sobre o seu paradeiro, e após informar a casa real espanhola do seu afastamento, voltam a surgir as histórias da vida de um rei que nunca gostou de ser discreto.