Entrevista "O que eu teria sido se não fosse jornalista? Investigadora na PJ"

Maria Antónia Palla promoveu revoluções na sociedade, mas cultiva as rotinas e a ordem no seu quotidiano. Prefere o estilo à moda. Na política não valoriza as vitórias, mas sim as mudanças. Contraditória? Claro. É essa uma das razões que leva a que no fim de cada conversa se possa sempre dizer-lhe: “Prazer em conhecê-la.” Recordamos esta entrevista, feita por Helena Matos, no dia do seu 90º aniversário.

+Carregar mais