Comportamento Viver confinados e felizes?

Muitas pessoas já terão pensado o bom que seria estar fechadas em casa, durante uns dias, desfrutando de um isolamento saudável. Com um confinamento social como nunca se esperou assistir neste século e perante essa situação real e sem fim à vista, como é viver nela em partilha no mesmo espaço? Conviver-se em harmonia é possível hora após hora, dia atrás de dia? As respostas neste artigo garantem que sim.

Comportamento Em busca do desejo perdido

As parangonas de um jornal anunciaram que mais de metade das mulheres portuguesas tem orgasmos sempre ou quase sempre que têm relações sexuais. E apesar de 75% se queixarem de que andam exaustas, sem tempo para si e insatisfeitas com o corpo e, muitas vezes, com o companheiro, aparentemente nada disto influi na sua performance, afirmando que fazem amor mais de duas vezes por semana, mesmo nas ligações amorosas que já levam 15 ou 20 anos.

Newsletter Revista “O amor é muito mais arriscado”

Pai, psiquiatra e professor. Mas também autor, apresentador, leitor, benfiquista, viajante, bom garfo e bom amigo. Júlio Machado Vaz diz-se um ouvidor, mas fala com a mesma intensidade com que escuta. Fomos descobrir as camadas de um homem a caminho dos 70 anos de idade. E da imortalidade.