Tendências

O colar-estrela do filme ‘Oceans’s 8’

Depois de meses de antecipação, o filme Ocean’s 8 chega às salas de cinema portuguesas já esta quinta-feira, dia 21 de junho. Mas as mulheres não são as únicas protagonistas do filme - há um lugar especial reservado na história para um colar com nome próprio e assinatura Cartier.
Por Carolina Carvalho, 21.06.2018

Sandra Bullock interpreta Debbie Ocean, irmã de Danny Ocean (o protagonista dos filmes anteriores), que lidera um grupo de oito mulheres com o plano de assaltar a Gala do Metropolitan Museum of Art e roubar o colar Jeanne Toussaint. Este colar foi feito especialmente para o filme pela casa joalheira Cartier nos ateliês da marca na Rue de la Paix, em Paris. No apertado prazo de oito semanas os mestres joalheiros criaram uma peça inspirada numa joia da história da marca desenhada em 1931 por Jacques Cartier para o Marajá de Nawanagar. Na altura, esta joia foi descrita como "a mais maravilhosa cascata de diamantes de cores do mundo" e incluía o Rainha da Holanda, um diamante branco e azul com 136,25 quilates. Embora este colar hoje já não exista, a Cartier guarda nos seus arquivos um desenho e fotografias da peça e do seu dono. Foi precisamente este desenho que serviu como base de inspiração para o colar criado para Ocean’s 8. No filme a joia tem nome próprio, o colar Jeanne Toussaint, como homenagem à diretora artística da Cartier na década de 1930, que teve um papel fundamental na criação da identidade da marca e para quem a Índia era uma das principais fontes de inspiração.

O colar Jeanne Toussaint foi realizado com diamantes incolores perfeitos, os diamantes de cor foram substituídos por óxidos de zircónio e tudo montado em ouro branco. Uma questão importante era criar uma peça resistente para sobreviver à rodagem do filme. Outra questão era a adaptação de um colar criado inicialmente para um homem às medidas de Anne Hathaway, o que levou a peça a ser reduzida entre 15 e 20% do tamanho original. O colar voou de Paris para Nova Iorque para assumir um papel protagonista no filme, mas não foi a única peça Cartier a integrar as filmagens. A marca francesa emprestou várias peças como joias, relógios e acessórios de diferentes coleções para pessoas que fizeram cameos no filme. A participação da Cartier em Ocean’s 8 continua com o uso da Mansão Cartier, espaço icónico da marca em Nova Iorque, que serviu de cenário ao filme, tendo, por isso mesmo, fechado ao público durante dois dias.

É na Gala do Metropolitan Museum de Nova Iorque, festa que acontece na realidade uma vez por ano, em maio, que se ensaia o grande roubo que está no centro da narrativa do filme. Organizada pela revista Vogue americana e com Anna Wintour, diretora da revista, como anfitriã, esta festa celebra a abertura da exposição de primavera do Costume Institute, que é como um museu de moda dentro do grande museu de arte americano. Não é por acaso que esta festa inspira o argumento do filme, uma vez que é considerada um dos eventos sociais e uma das passadeiras vermelhas mais importantes do ano, onde não faltam as mais faladas celebridades e artistas do momento, todos vestidos a rigor segundo o tema da exposição. O tema foi levado tão a sério pela equipa de produção do filme que o editor at large da edição americana da Vogue, Hamish Bowles, foi responsável por criar uma exposição de moda que serviu de cenário ao filme.

Sandra Bullock encabeça um elenco que conta com Cate Blanchett, Anne Hathaway, Mindy Kaling, Sarah Paulson, Awkwafina, Rihanna e Helena Bonham Carter. Depois de Ocean’s 11, protagonizado por Frank Sinatra em 1960, seguiu-se uma saga de três filmes em que coube a George Clooney interpretar a personagem Danny Ocean, em 2001, 2004 e 2007. Chega agora um filme que dá o protagonismo apenas às mulheres (e a um colar).
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!