Tendências

Da Zara à Bimba y Lola, as novas imagens de moda são feitas em casa

Marcas e designers adaptaram-se aos tempos de pandemia. Veja como a moda se comunica agora.
Por Aline Fernandez, 20.04.2020

Manter a comunicação ativa em plena pandemia do novo coronavírus não é tarefa fácil, principalmente para as marcas de moda. É preciso adaptar o discurso ao momento de estado de emergência, partilhar o trabalho sem transparecer frivolidade, ao mesmo tempo que é preciso reforçar a importância da indústria têxtil e do calçado para a economia nacional e mundial. Tudo enquanto se reflete sore a necessidade da moda se reinventar, mais ecológica e circular.

Os desfiles, por exemplo, não têm nem previsão de regresso. As Semanas de Moda de Xangai, Seul e Tóquio foram canceladas por medo do contágio da Covid-19. Por cá, a ModaLisboa, que se realizou de 5 a 8 de março, teve um plano de contingência para assegurar as melhores condições de segurança e saúde, tanto para trabalhadores como para os visitantes. Já o Portugal Fashion não teve tanta sorte, com a evolução do novo coronavírus na região Norte, a direção do evento em conjunto com as autoridades de saúde suspendem a 46º edição da semana de moda a 13 de março.

O confinamento obrigatório também impede a produção de editoriais de moda e de campanhas em estúdio ou ao ar livre. Porém, a criatividade de criadores, stylists, fotógrafos e modelos mostra o seu melhor lado nos tempos mais difíceis e já podemos ver os resultados positivos dos dias em isolamento.

A Zara publicou no seu site e redes sociais fotografias de modelos com peças novas da sua coleção tiradas pelas próprias. A Inditex, dona da Zara, explicou à Maxima que a marca entrou em contacto com as modelos que habitualmente trabalham na área digital da Zara e que lhes enviou as peças para casa. Todas foram orientadas por um stylist e fotografaram-se a si próprias.

Etiquetas como Paloma WoolZalando e Bimba y Lola também fizeram o mesmo, sendo que as duas últimas criaram uma campanha inteira produzida remotamente. A Mango apresentou o primeiro capítulo da sua Mango Girls Diaries neste formato. A série mostra como as várias influenciadoras, editoras de moda e personalidades digitais associadas à marca estão a passar o seu dia a dia, em casa, durante o confinamento.

Em Portugal, a designer de moda Alexandra Moura também criou um editorial à distância. As imagens de De perto mas longe foram produzidas para comunicar a coleção cápsula da sua colaboração com a marca Decenio. O stylist Tiago Ferreira orientou a partir de casa cada modelo.

O mesmo aconteceu com a designer portuguesa Constança Entrudo, tal como explicou à Máxima. "Muitas eram as nossas ideias e planos para esta estação. No entanto, dada a situação em que vivemos, decidimos atirar todos esses planos para debaixo da cama — por um tempo indefinido — e focamo-nos nas soluções que tínhamos à nossa frente. Esta paragem forçada move-nos para uma nova forma de pensar, nomeadamente como podemos ultrapassar isto, juntos".

Tags: moda casa confinamento isolamento coronavírus pandemia covid-19 zara bimba y lola paloma wool zalando alexandra moura decenio constança entrudo
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!