Tendências

Versace, a tentação das celebridades

Não se conta a história da Versace sem vestidos arrojados e memoráveis momentos de passadeira vermelha. Por isso, numa altura em que a loja da marca em Lisboa celebra a sua abertura oficial relembramos alguns dos momentos-chave da casa italiana e looks icónicos de clientes famosas.
Por Carolina Carvalho, 27.03.2017
A Moda do século XX conta-se com pinceladas de criatividade de uns criadores e traços de genialidade de outros. Gianni Versace é um deles, bem como a marca que começou como um negócio familiar e hoje é um verdadeiro império.
 
Uma história de família
Era uma vez três irmãos: Gianni, Donatella e Santo. Gianni nasceu a 2 de dezembro de 1946 em Reggio di Calábria, no Sul de Itália. Aprendeu com a mãe, que era costureira, a arte de fazer roupa ainda em criança e depois de se mudar para Milão e trabalhar para diferentes marcas de moda, em 1978 apresentou a sua primeira coleção em nome próprio. Assim nasceu a empresa Versace. Enquanto Gianni era o génio criativo, a irmã Donatella era musa e a mente por trás de alguns desfiles e campanhas e o irmão Santo ficava com as contas da empresa a seu cargo. Na década de 1980 o nome Versace já era um dos grandes da moda.
 
Renascer da tragédia
Em 1997, a Versace sofreu o maior golpe que viria a marcar o futuro da marca. No dia 15 de julho, Gianni Versace foi assassinado à porta da sua casa em South Beach, em Miami. Donatella tornou-se a figura principal da marca e mantém-se hoje como diretora criativa.
 
Musas: da realeza ao cinema
Gianni Versace contribuiu para tornar Claudia Schiffer, Christy Turlington, Linda Evangelista, Cindy Crawford, Naomi Campbell, Carla Bruni e Helena Christensen no fenómeno das supermodelos dos anos 80/90. Mas fora das passerelles a mais famosa musa do criador era a sua amiga princesa Princesa Diana que usou tailleurs e vestidos de noite feitos à medida da sua silhueta majestosa. Em 1994, a jovem atriz Elizabeth Hurley deu nas vistas com um vestido negro com alfinetes dourados, feito por Versace, que se tornou um ícone da história da moda e um marco na carreira da atriz. Se as coloridas, festivas ou simplesmente ricas criações de Gianni Versace sempre despertaram o interesse das mulheres famosas, durante o reinado da sua irmã Donatella a ligação da casa às celebridades do momento não se alterou. Na verdade, a presença de criações Versace nos eventos de passadeira vermelha é quase obrigatória e a dimensão da vasta lista de clientes vai de Michelle Obama a Lady Gaga.
 
Show must go on
Além de moda para mulher, homem e criança, a marca conta ainda com uma linha de alta-costura que se chama Atelier Versace (Gianni Versace conseguiu o feito de ser admitido na Chambre Syndicale de la Couture, em 1990). Mas o nome Versace representa muito mais do que moda: o império expandiu-se para as áreas de joalharia e relojoaria, beleza e lifestyle com criações para a casa e dois empreendimentos hoteleiros – o Palazzo Versace Dubai e o Palazzo Versace Gold Coast.

A família Versace também inspira a arte e o produtor e realizador da série American Crime Story está a preparar uma nova história. Versace: American Crime Story foca-se no assassinato do criador italiano e já conta com Penélope Cruz no papel de Donatella Versace e Edgar Ramirez como Gianni Versace. 
Tags: moda especiais versace história celebridades marcas
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!