Moda

A mensagem escondida na capa de Natalie Portman nos Óscares

Sem nenhuma mulher na disputa pelo prémio de Melhor Realizador, a atriz – e realizadora – aproveitou a passadeira vermelha para fazer um protesto subtil.
Por Aline Fernandez, 10.02.2020

Depois de dar ênfase à ausência de mulheres nomeadas para os Globos de Ouro de 2018 para Melhor Realizador ao apresentar o prémio, a atriz e realizadora Natalie Portman aproveitou a passadeira vermelha da 92ª edição dos prémios da Academia de Artes e Ciências Cinematográfica de Hollywood para apoiar as mulheres que não foram nomeadas este ano na categoria de Melhor Realizador – mais uma vez, foi um ano só com realizadores homens na disputa aos Óscares.

Portman chegou à red carpet com um vestido e capa Dior Haute Couture, na qual os nomes das realizadoras que poderiam concorre este ano à estatueta estavam bordados em letras douradas. "Eu quis homenagear as mulheres que não foram reconhecidas pelo seu trabalho incrível este ano à minha maneira subtil", contou a vencedora do Óscar de Melhor Atriz por Cisne Negro (2010) ao Los Angeles Times antes de entrar no Dolby Theatre.

Liam-se apenas os apelidos no lado esquerdo da capa, incluindo o de Lorene Scafaria, realizadora de Ousadas e Golpistas, Lulu Wang, realizadora de A Despedida, Greta Gerwig, de Mulherzinhas – que recebeu seis nomeações, incluindo Melhor Filme e venceu Melhor Guarda-Roupa –, Mati Diop, de Atlantique, Marielle Heller, realizadora de Um Amigo Extraordinário, Melina Matsoukas, realizadora de Queen & Slim, Alma Har'el, de Honey Boy e Céline Sciamma, realizadora de Retrato de Uma Rapariga em Chamas.

Tags: natalie portman oscars óscares óscar 2020 moda capa academia de artes e ciências cinematográficas dolby theatre hollywood realizadora mulher
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!