Moda

A coleção primavera-verão 2020 da Longchamp gira em torno do sol

A marca francesa regressou à semana de moda de Nova Iorque pela terceira vez.
Por Marta Vieira, 10.09.2019

Foi no segundo dia da semana de moda de Nova Iorque que a marca apresentou a sua próxima coleção sob a direção criativa de Sophie Delafontaine. O aguardado desfile aconteceu no Hearst Plaza no Lincoln Center, em Nova Iorque perante uma plateia de editores de moda e várias personalidades ligadas às artes.

A designer inspirou-se no trabalho da artista feminista norte-americana Judy Chicago para uma coleção que teve como principal inspiração o sol, ou melhor explicitando, o fenómeno solar, em toda a sua essência, desde o nascer até ao seu culminar no crepúsculo.

As propostas foram ainda roubar inspiração a duas décadas de estilo, os anos 1970 e 1990, numa mistura de frescura e ousadia inocentes onde não faltaram os crop tops, calções curtos, saias compridas e vestidos plissados. O estilo desportivo encontra-se com o espírito boémio na idealização de propostas leves, tendo por base a mulher descontraída – mas não menos sofisticada. A paleta de cores variou entre os verdes, laranjas, pasteis e turquesas, como que iluminadas pelos raios do sol, que originaram, inclusivamente um padrão – uma recordação dos padrões psicadélicos dos anos 70.

O dinamismo impresso pelas roupas aliou-se à energia positiva que se queria para este evento. A lista de convidados da marca incluiu Kendall Jenner, embaixadora da Longchamp desde 2018, Julianne Moore, Liya Kebede e ainda Kate Moss que se fez acompanhar da filha Lila Moss, que aos 16 anos também já está ligada à indústria da moda.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!