Celebridades

Caso Amélie. Catarina Furtado defende a importância da saúde mental nas redes sociais

A apresentadora e ativista recorreu ao Instagram para falar sobre Amélie, uma jovem de 16 anos do Porto que foi ontem, dia 18, encontrada sem vida.

Foto: @catarinafurtadooficial
19 de janeiro de 2022 Máxima

Amélie Bastos encontrava-se há uma ano em tratamento psiquiátrico de depressão e a família tinha dado conta do seu desaparecimento desde a manhã de dia 17. De acordo com a mãe de Amélie, a jovem tinha levado todos os medicamentos - incluindo calmantes - consigo, receitados apenas para casos de emergência e tinha o telemóvel desligado. A notícia da sua morte chegou rapidamente aos meios de comunicação e não deixou ninguém indiferente.

"Todos, de alguma forma, temos responsabilidade. A saúde mental é para cuidar sem preconceitos, sem olhares de lado, com empatia e real sensação de que não existe perfeição e de que conquistas e os sucessos fazem parte de um caminho individual", escreveu Catarina Furtado no Instagram.

"A sociedade pode estar ao serviço do bem e perde tanto tempo a provocar o mal. A opção é nossa! Vamos promover conteúdos que despertem o melhor de nós! Para que possam cuidar melhor uns dos outros. É só isso que interessa. O amor. Um abraço à família da Amélia que não conheço, mas com quem estou tão solidário numa dor infinita que não imagino."

Insta Story de Catarina Furtado
Insta Story de Catarina Furtado Foto: @catarinafurtadooficial
Saiba mais
catarina furtado, saúde mental, depressão
Leia também

Rita Redshoes em estado de graça

Ao quinto disco, Rita Red Shoes canta em português e escancara o coração num disco onde cabe a maternidade, as alegrias maiores e os medos mais profundos. Conversa com uma mulher no 'Lado Bom' da vida.

As Mais Lidas