Atual

O termo "Normal" vai deixar de existir nas marcas da Unilever, como a Dove ou a Rexona

Quantas vezes já ouvimos a categorização pele oleosa, seca ou normal? Saiba que este último termo vai ser abolido dos produtos da Unilever.

Foto: Instagram @dove
17 de março de 2021 | Rita Silva Avelar

Mista, oleosa, normal. São as três categorias que muitas vezes as marcas usam para simplificar a escolha dos produtos de beleza, sejam produtos de rosto ou de cabelo. Mas será que os termos estão corretos e são adequados à linguagem da cosmética em 2021? A Unilever, que detém marcas como a Dove ou a Roxona, fez anunciou oficialmente que vai retirar a palavra "normal" das embalagens dos seus produtos de beleza e de cuidados pessoais, avança a Reuters.

"Sabemos que remover o [termo] "normal" por si só não resolverá o problema, mas acreditamos que é um passo importante em direção a uma definição mais abrangente de beleza", declarou à Reuters Sunny Jain, presidente da divisão de beleza e cuidados pessoais do grupo.

A Unilever justifica esta decisão com a realização de um estudo com mais de 10 mil pessoas que indicou que mais de metade dos entrevistados achava que usar "normal" para descrever cabelo ou pele fazia com que as pessoas se sentissem excluídas. Mais de cem marcas da Unilever - onde se incluem por exemplo a Dove, a Rexona ou a Johnson & Johnson - usavam até aqui a palavra "normal" para descrever o tipo de pele ou cabelos.

A partir de agora, a Unilever irá incluir informação sobre a finalidade do produto, em vez de usar este tipo de categorização. Por exemplo, em vez de se referir ao couro cabeludo como oleso, a ideia será reforçar que o produto é indicado para atenuar os efeitos da oleosidade, ou manter o couro cabeludo hidratado sem o tornar oleoso. 

Saiba mais Pele Mista, Pele Oleosa, Pele Seca, Pele Normal, Beleza, Unilever, Exclusão, Diversidade, Beleza
Mais Lidas