Atual

Maria Velho da Costa, entrevistada por Leonor Xavier

A escritora e coautora, com Maria Teresa Horta e Mara Isabel Barreno, de "Novas Cartas Portuguesas", morreu no último sábado, aos 81 anos. Foi distinguida várias vezes, incluindo com o Prémio Máxima de Literatura, em 2009. Recordamos a entrevista de Leonor Xavier a propósito disso mesmo.
Por Leonor Xavier, 24.05.2020
Já foi contemplada pelos Prémios Camões, Vergílio Ferreira, da APE, do Pen Clube, pela sua obra literária. Não é por isso vaidosa nem petulante, não perde o bom humor, assume fases difíceis, tem sabedoria de mulher madura e brincadeira de adolescente. Explica-se: “Quanto mais tímida estou mais austera pareço. Habitualmente não sou agressiva e se há coisa que eu valoro em mim é o sentido de humor.”

Este ano pertence-lhe o Prémio Máxima de Literatura pelo romance Myra e por este prémio explode em alegria: “Fiquei absolutamente encantada. Pelo reconhecimento, porque um prémio é sempre um prémio e porque vem de uma revista feminina que é a mais importante de Portugal.”
Tags: maria velho da costa literatura três marias
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!