Moda

Juliana Bezerra revela primeiras joias de casamento

A joalheira Juliana Bezerra inspirou-se no amor, e na celebração da união pelo casamento na sua nova coleção de joias - a La Fête.

29 de maio de 2019 | Camila Lamartine

A artista joalheira Juliana Bezerra assinala a temporada de casamentos de verão com uma coleção dedicada a este momento de celebração do amor nos pequenos detalhes. Assim nasce a coleção La Fête, onde figuram peças que tanto podiam ter sido descobertas nos baús das avós, mas também peças únicas com traços minimalistas e avant-garde. 

Da coleção surgem peças como argolas com texturas, pendentes adornados com pedrarias, brincos de formato extra grande, ou as tradicionais pulseiras. As pulseiras, em prata e prata dourada, são trabalhadas ao pormenor e ganham desenhos alusivos à natureza, como os ganchos para prender o cabelo, uma novidade no portfólio da artista. A fusão entre o tradicional e o moderno assinala-se com uma outra novidade: os primeiros botões de punho da marca. Juliana também cria pela primeira vez colheres de prata que terminam em pequenas conchas - uma peça que é um símbolo de amor, ideal para oferecer aos noivos como uma memória de um dia que significa um novo começo.

Com a marca, a joalheira pretende contar uma história em cada peça. De coleção em coleção criam-se novas narrativas, cruzam-se as referências do Brasil com a cultura portuguesa, sendo que a inspiração maior é sempre a natureza e a beleza simples da sua essência. O atelier situa-se na rua da Artilharia 1, 51, em Lisboa.

1 de 7
2 de 7
3 de 7
4 de 7
5 de 7
6 de 7
7 de 7
Saiba mais Casamento, , Juliana Bezerra, La Fête, jóias para casamento, pendentes, brincos, argolas, abotoaduras
Relacionadas

As novas clientes do luxo

A explosão dos países emergentes afetou a trajetória dos artigos de luxo. Menos estereotipadas, mais conectadas e mais exigentes, as consumidoras estão igualmente mais recetivas a surpresas, a produtos inovadores, ao mix & match… mas continuam a sonhar com o chique “à francesa”.

Ensaio sobre a elegância

Há um perfume de sobriedade no ar. Longe do ruído estridente da logomania e da apatia cool do streetwear, a nova estação apela a uma estética mais depurada e feminina. Mais do que uma tendência fugaz, esta é uma pequena revolução de estilo que pode muito bem significar o regresso a tempos de sonho e de beleza pura.

Mais Lidas