Moda

As it-royal de quem toda a gente fala

As princesas modernas não se limitam a ser simpáticas, falar várias línguas, ter cultura geral e vestir de acordo com o protocolo. Hoje também têm contas de Instagram, poder de escolha sobre as suas vidas e, claro, uma paixão por moda.

18 de junho de 2016
Já nem as princesas da Disney ficam sentadas à janela do seu castelo à espera do príncipe encantado, quanto mais as da vida real. Enquanto as leis de sucessão que tratam de igualar direitos entre homens e mulheres se vão mudando lentamente, a evolução cultural das sociedades ocidentais tratou de dar às mulheres da realeza novas liberdades e até poderes. Podem dar nas vistas pela sua simpatia, pelo trabalho solidário e, claro, pelo que vestem, mas por detrás dos títulos e do protocolo estão personalidades interessantes e mentes brilhantes.
Se aparentemente Maria-Olympia da Grécia é uma princesa sem reino, atenção! A primogénita dos príncipes Pavlos e Marie-Chantal da Grécia e Dinamarca nasceu em Nova Iorque a 25 de julho de 1996, mas desde os sete anos que vive com a família em Londres, passa férias na Grécia e, mais além, no Mediterrâneo. Pormenores da sua agitada vida citadina ou dos paradisíacos destinos de férias podem ser vistos através da conta de Instagram que tem cada vez mais seguidores e a transforma numa verdadeira it girl. Afinal, até já foi capa de revistas como a Tatler, a Teen Vogue e a Vanity Fair espanhola.

Sem casamentos reais à vista para 2016,
resta-nos esperar que outros acontecimentos, tão variados quanto possível, nos deem a conhecer as novas gerações das mulheres
da realeza europeia. Ou então manter as redes sociais debaixo de olho porque enquanto a lista dos mais bem vestidos da 
Vanity Fair já quase
se tornou uma autoridade, parecem ser as redes sociais e as causas que escolhem abraçar os palcos de eleição das novas estrelas da realeza.

Maria-Olympia herdou dos pais uma mistura perfeita de porte real com glamour: o pai é um príncipe grego, sobrinho da rainha Margarida da Dinamarca e de Dona Sofia de Espanha, e a mãe tem a sua própria marca de vestuário de luxo infantil, Marie-Chantal, e é filha do multimilionário dos dutty free asiáticos Robert Miller. Depois de Maria-Olympia nasceram quatro rapazes, o que faz com que seja ela a partilhar com a mãe as idas a festas exclusivas e os convites para a primeira fila dos desfiles da semana de moda de Paris. Na verdade, para a jovem princesa, a moda está a tornar-se mais do que uma paixão. No final do verão, depois de concluídos os estudos em Londres que abrangem Interpretação, História da Arte, Desenho Gráfico e Fotografia, rumou a Nova Iorque para estudar na famosa Parsons School of Design e até já conta no currículo com um breve estágio no departamento de alta-costura da maison Dior no verão de 2013. No final do passado mês de janeiro a imprensa cor-de-rosa vibrou com o rumor de uma possível relação entre Olympia (como é conhecida) e o príncipe Harry… mas ficou por aí.
Pauline Ducruet é outra princesa adepta do Instagram. A filha que a princesa Stéphanie teve com o guarda-costas Daniel Ducruet está a tornar-se uma presença assídua nos encontros familiares dos Grimaldi. As atenções estão sempre focadas nos glamorosos irmãos Casiraghi (filhos da princesa Carolina) e respetivas companheiras: a irreverente Charlotte, a diva Beatrice e a exótica Tatiana fazem as delícias dos fotógrafos, mas mesmo assim a filha do meio da princesa Stéphanie tem conquistado o seu espaço. Pauline Grace Maguy Ducruet nasceu a 4 de maio de 1994 e partilha com a mãe duas grandes paixões: o circo e o desporto, especialmente a ginástica e até já representou o Mónaco nos Jogos Olímpicos de Verão da Juventude 2010, em Singapura. Em 2012, foi estudar para Paris e, no ano passado, rumou a Nova Iorque para estudar moda na Parsons e até partilhou algumas das suas ilustrações na conta de Instagram. Para já, há uma front row que não lhe escapa: a do Circo de Monte Carlo.
Por terras do Reino Unido, quando Kate Middleton se tornou Duquesa de Cambridge, a realeza ganhou um novo ícone de moda e bom gosto que atrai todas as atenções, contudo, sempre que a família se junta, é impossível não piscar o olho às manas York: discretas, assíduas e por vezes bem coloridas. As filhas do príncipe Andrew e de Sarah Ferguson gozam do título de princesas e alguma margem de manobra nas suas vidas pessoais. Ora vejamos. A princesa Beatrice Elizabeth Mary de York nasceu a 8 de agosto de 1988 e licenciou-se, em 2011, em History and History of Ideas na Goldsmiths College, em Londres, e hoje trabalha a tempo inteiro, sem perder, claro, os eventos oficiais do calendário monárquico. Sobre curiosidades, podemos acrescentar que a princesa Beatrice foi o primeiro membro da família real a terminar a maratona de Londres com o objetivo de apoiar causas solidárias e o seu gosto por toucados Philip Treacy já dispensa apresentações… Quanto à princesa Eugenie Victoria Helena de York, nasceu a 23 de março de 1990 e o seu reino é o das artes. Licenciou-se em 2012 em Literature, History of Art and Politics na Universidade de Newcastle e desde então já trabalhou na leiloeira Christie’s, na galeria Paddle8, em Nova Iorque, e no ano passado regressou a Londres para trabalhar na galeria Hauser & Wirth. Ambas transformaram características e alguns percalços físicos em causas suas. Por exemplo, por causa da sua dislexia, a princesa Beatrice tornou-se patrona do Helen Arkell Dyslexia Centre enquanto a princesa Eugenie, depois de ter sido operada à coluna na adolescência, se tornou uma apoiante do Royal National Orthopaedic Hospital (este espaço terá uma ala com o nome da princesa).
Num reino bem mais pequeno, mas com muitos castelos encantados, vive a princesa Alexandra do Luxemburgo. Alexandra Joséphine Teresa Charlotte Marie Wilhemine é princesa não uma, mas três vezes: princesa do Luxemburgo, de Nassau e de Bourbon-Parma e nasceu a 16 de fevereiro de 1991. É a única rapariga entre os cinco filhos dos grão-duques Enrique e Maria Teresa e tem desde os 18 anos a ordem do Lion d’Or da Casa de Nassau. Embora esteja sempre presente nos atos oficiais do Luxemburgo, pouco se sabe sobre a princesa: licenciada em Psicologia e Ciências Sociais, também estudou Filosofia na Universidade Steubenville no Ohio, EUA. É adepta de desportos, como o ténis, o esqui alpino e aquático, ginástica rítmica e atletismo, e é também uma verdadeira poliglota: fala luxemburguês, francês, inglês e espanhol e ainda "arranha" alemão e italiano. Há ainda as princesas que primam pela discrição, como por exemplo a princesa Larissa de Windisch-Graetz, filha da princesa Sophie de Habsburg-Lorraine, as filhas da princesa Astrid da Bélgica ou Mafalda Sajonia-Coburgo, filha do príncipe Kyril da Bulgária e de Rosário Nadal.
Também não podemos esquecer as aristocratas que estão a dar que falar. Entre os desfiles de moda de Paris e a presença nas redes sociais, estas ladies conquistam mais pelo seu estilo de vida do que pelo sangue azul. É o caso de Lady Kitty Spencer. A sobrinha da princesa Diana, filha do Conde de Spencer, é uma fervorosa utilizadora do Instagram, onde podemos seguir a sua faceta de globetrotter, e também já foi capa da Tatler, a revista feminina inglesa com um carinho especial pela aristocracia.
Sem casamentos reais à vista para 2016, resta-nos esperar que outros acontecimentos, tão variados quanto possível, nos deem a conhecer as novas gerações das mulheres da realeza europeia. Ou então manter as redes sociais debaixo de olho porque enquanto a lista dos mais bem vestidos da Vanity Fair já quase se tornou uma autoridade, parecem ser as redes sociais e as causas que escolhem abraçar os palcos de eleição das novas estrelas da realeza.
Maria-Olympia com a mãe, a princesa Marie-Chantal da Grécia, a avó, Marie-Chantal Pesantes, e Karl Lagerfeld num desfile da casa Chanel
1 de 23 / Maria-Olympia com a mãe, a princesa Marie-Chantal da Grécia, a avó, Marie-Chantal Pesantes, e Karl Lagerfeld num desfile da casa Chanel Maria-Olympia com a mãe, a princesa Marie-Chantal da Grécia, a avó, Marie-Chantal Pesantes, e Karl Lagerfeld num desfile da casa Chanel
Maria-Olympia da Grécia
2 de 23 / Maria-Olympia da Grécia Maria-Olympia da Grécia
Maria-Olympia da Grécia
3 de 23 / Maria-Olympia da Grécia Maria-Olympia da Grécia
Maria-Olympia da Grécia
4 de 23 / Maria-Olympia da Grécia Maria-Olympia da Grécia
Pauline Ducruet
5 de 23 / Pauline Ducruet Pauline Ducruet
Pauline Ducruet
6 de 23 / Pauline Ducruet Pauline Ducruet
Pauline Ducruet
7 de 23 / Pauline Ducruet Pauline Ducruet
Kate Middleton
8 de 23 / Kate Middleton Kate Middleton
Kate Middleton
9 de 23 / Kate Middleton Kate Middleton
Kate Middleton
10 de 23 / Kate Middleton Kate Middleton
Beatrice Borromeo (Mónaco)
11 de 23 / Beatrice Borromeo (Mónaco) Beatrice Borromeo (Mónaco)
Beatrice Borromeo
12 de 23 / Beatrice Borromeo Beatrice Borromeo
Beatrice Borromeo
13 de 23 / Beatrice Borromeo Beatrice Borromeo
As princesas Beatrice e Eugenie de York
14 de 23 / As princesas Beatrice e Eugenie de York As princesas Beatrice e Eugenie de York
Beatrice de York
15 de 23 / Beatrice de York Beatrice de York
Eugenie de York (à esquerda)
16 de 23 / Eugenie de York (à esquerda) Eugenie de York (à esquerda)
Alexandra do Luxemburgo
17 de 23 / Alexandra do Luxemburgo Alexandra do Luxemburgo
Alexandra do Luxemburgo (à direita)
18 de 23 / Alexandra do Luxemburgo (à direita) Alexandra do Luxemburgo (à direita)
Larissa de Windisch-Graetz
19 de 23 / Larissa de Windisch-Graetz Larissa de Windisch-Graetz
Larissa de Windisch-Graetz (à direita)
20 de 23 / Larissa de Windisch-Graetz (à direita) Larissa de Windisch-Graetz (à direita)
Charlotte Casiraghi (Mónaco)
21 de 23 / Charlotte Casiraghi (Mónaco) Charlotte Casiraghi (Mónaco)
Charlotte Casiraghi
22 de 23 / Charlotte Casiraghi Charlotte Casiraghi
Charlotte Casiraghi
23 de 23 / Charlotte Casiraghi Charlotte Casiraghi
Saiba mais Princesas, It Royals, Estilo, Moda, Pauline Ducruet, Kate Middleton, Duquesa de Cambridge, Larissa de Windisch-Graetz, Kyril da Bulgária, Marie-Chantal da Grécia, Marie-Chantal Pesantes, Maria-Olympia, Beatrice de York, Eugenie de York, Beatrice Borromeo
Relacionadas

Usar ténis como as princesas

De Kate Middleton a Victoria da Suécia e até Carolina do Mónaco, a realeza também se rende a um bom par de sapatilhas.

Mais Lidas