Maquilhagem

12 lições de beleza que toda a mulher adulta tem de saber

Todos os dias saem novidades de maquilhagem, cosmética e as redes sociais anunciam frequentemente novas trends de beleza. Com tanta informação, não é difícil ficar com dúvidas. Conversámos com Cristina Gomes, maquilhadora profissional, que nos indicou as 12 lições de beleza que tem de saber. Conheça-as abaixo.
Por Andreia Rodrigues, 17.05.2018

Não vá dormir sem se desmaquilhar

Este é um erro muitas vezes cometido, seja por cansaço, preguiça ou esquecimento. No entanto, "a importância do desmaquilhar é enorme", começa por dizer Cristina Gomes, pois "a pele tem de recuperar durante a noite e não desmaquilhar é uma falta de higiene".

Para cumprir esta tarefa, comece "por desmaquilhar bem os olhos e tirar bem a máscara com um desmaquilhante próprio para olhos". De seguida, "limpe a pele com um leite ou uma espuma de limpeza, ou toalhete". Termine com "o tónico e depois os cremes normais", aconselha a maquilhadora.

Use creme de dia e creme de noite

São cremes diferentes e funcionam para diferentes alturas do dia. "O creme de dia normalmente é um creme hidratante e protege das agressões externas", explica, enquanto "o creme de noite é um creme regenerante, que funciona durante o sono, altura em que a pele regenera". Cristina Gomes refere ainda que "os cremes de dia normalmente têm proteção solar, o que é uma coisa que não interessa nada à noite".

Cuidado com o pó bronzeador

Um dos maiores erros que as mulheres cometem na maquilhagem é "aplicar pó bronzeador pela cara toda", afirma a maquilhadora, "e ficam com a cara cor de tijolo, depois o pescoço branco e as mãos brancas". "O pó bronzeador não serve para alterar a cor toda a cara", alerta. Deve ser colocado "na zona onde uma pessoa se bronzeia primeiro", ou seja, "nas maçãs do rosto, na cana do nariz, na testa e no queixo". E quanto ao blush, este "deve pôr-se nas zonas onde uma pessoa se ri".

Escolha bem a base

Na hora de comprar a base, os dois aspetos a ter especial atenção são "a textura e a cor". A cor é muito importante e um dos erros mais frequentes, pois esta deve ser o mais próxima possível da cor da pele, e ao experimentar, "quanto mais invisível for, melhor". Depois, consoante o tipo de pele, escolha se pretende "uma mais hidratante, mais oleosa, oil free". Tenha também atenção ao efeito pretendido e veja "se precisa de uma base mais natural ou se é preciso uma base com maior cobertura", adverte a maquilhadora. 

Esqueça o contouring

Para Cristina Gomes, "a história dos contourings foi um desastre na maquilhagem", pois este "só funciona sob uma determinada luz e à frente de uma câmara. E é de frente, porque se virar de lado vê-se um risco castanho".

Aplique pó compacto

Depois de aplicar a base, "é fundamental aplicar o pó solto ou compacto, porque vai matificar a pele toda", explica Cristina. "Não há lápis, contorno ou máscara que aguente o dia todo se a pele debaixo dos olhos estiver cremosa, se não tiver pó."

Não ignore as sobrancelhas

Até há pouco tempo, as sobrancelhas eram facilmente esquecidas da rotina de maquilhagem. No entanto, é importante que as maquilhe se estas "tiverem falhas ou forem escassas". Pode também maquilhar, caso queira "alterar ligeiramente o formato das sobrancelhas".

O curvex nas pestanas: sim ou não?

"Acho importantíssimo", foi a resposta de Cristina Gomes, pois "faz muita diferença". Mas atenção: "Tem de ser sempre aplicado antes da máscara". Depois "não é boa ideia", pois pode partir as pestanas.

O lápis na linha de água é uma questão de gosto

Para Cristina Gomes, colocar um lápis claro ou escuro na linha de água do olho "tem a ver com o gosto e com a intenção. Não sou contra nem a favor, depende das situações". "Se eu colocar um lápis escuro na linha de água, a altura do olho vai baixar, parece que os olhos estão mais fechados, o que pode ser bom para os olhos parecerem mais compridos", explica. Pelo contrário, "se eu puser um lápis claro na linha de água, os olhos vão parecer mais abertos e mais redondos".

Nas cores das sombras tudo é permitido

"Tudo é permitido, mas o que acontece é que algumas cores, por serem cores complementares de outras, fazem realçar mais outras cores. Ou seja, imagine o vermelho, é uma cor complementar do verde, e o verde é feito de azul e amarelo, portanto se eu puser uma sombra vermelha (ou castanha avermelhada, cor de pêssego ou rosa) nuns olhos esverdeados, eles vão parecer mais verdes", exemplifica a maquilhadora. "Outra maneira é fazer por contraste. Se a pessoa tem os olhos escuros, ou tem os olhos claros, se puser sombra escura ao lado, vão parecer ainda mais claros", explica. "Mas não existem regras, as pessoas fazem o que querem", remata Cristina Gomes.

No batom, use o que gosta

Cada mulher deve usar a cor com que se sente melhor e Cristina Gomes considera que "uma mulher que encontre o seu batom, acho que depois se mantém fiel durante muito tempo". E adverte que "o contorno dos lábios nunca deve ser de cor diferente do batom".

Seja natural

No fim de contas, Cristina Gomes aconselha a que cada mulher use aquilo com que se sente melhor e o que gosta de ver. "Tudo deve parecer que pertence à nossa pele, à nossa cara, que é fácil, que é easy going. Deve parecer natural", explica.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!