Atual

Morreu João Cutileiro, um dos maiores escultores contemporâneos portugueses

Autor de delicadas esculturas que representavam as formas do corpo feminino, mas também de outras mais megalómanas como o Monumento ao 25 de Abril no Parque Eduardo VII ou o Lago das Tágides, que construiu para a Expo'98, João Cutileiro tinha 83 anos.

Foto: Sérgio Lemos / Correio da Manhã
05 de janeiro de 2021
O escultor João Cutileiro morreu esta terça-feira, aos 83 anos, disse à Lusa a diretora regional de cultura do Alentejo. Segundo Ana Paula Amendoeira, João Cutileiro estava internado num hospital de Lisboa com graves problemas do foro respiratório, resultantes de um enfisema pulmonar.

João Cutileiro é autor do Monumento ao 25 de Abril, instalado no Parque Eduardo VII, em Lisboa, ou o Lago das Tágides, que construiu para a Expo'98 e que ainda se mantém no Parque das Nações, entre muitas outras obras, sobretudo dedicadas ao corpo feminino. As esculturas sumptuosas e delicadas inspiradas na mulher, que misturavam o erótico com o humor, eram, alias, uma das vertentes do seu trabalho e uma das suas assinaturas. 

Cutileiro viveu e trabalhou em Évora desde 1985. Frequentou os ateliês de António Pedro, Jorge Barradas e António Duarte de 1946 a 1950, tendo feito a sua primeira exposição individual ("Tentativas Plásticas") em 1951, com 14 anos, em Reguengos de Monsaraz, onde apresentou esculturas, pinturas, aguarelas e cerâmicas. Os seus temas principais eram o nu, as flores, os momentos do quotidiano. 

João Cutileiro foi condecorado com a Ordem de Sant'Iago da Espada, Grau de Oficial, em agosto de 1983, e recebeu o Doutoramento Honoris Causa pela Universidade de Évora e pela Universidade Nova de Lisboa, este último, concedido em 2017.

Leia também

Em 2018, Cutileiro recebeu a medalha de mérito cultural, atribuída pelo Governo, numa cerimónia no Museu de Évora que serviu igualmente para formalizar a doação do espólio do escultor ao Estado português. O escultor era irmão do diplomata e escritor José Cutileiro, que morreu em maio de 2020.

Saiba mais João Cutileiro, Escultor, Escultura, Portugal, Contemporâneo, Morte
Mais Lidas