C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Quatro formas de reinventar pequenos espaços em casa

Seja qual for o tamanho da tua casa, é possível maximizar o espaço, dar-lhe um cunho pessoal e torná-lo no canto mais cool de sempre!

02 de outubro de 2020

De um pequeno T0 a uma mansão, há sempre espaço para mudar. O problema é, muitas vezes, o tempo, a falta de ideias, a falta de acessórios acessíveis que façam, efetivamente, a diferença. "Para quê mudar se nem se nota?"

O pensamento é fácil e apoia o adiamento das tais pequenas mudanças. Para começar: mesmo que mais ninguém note, quem habita a casa é que se deve sentir bem com todo e qualquer pormenor. Depois: mesmo os pequenos pormenores podem fazer uma diferença substancial. Do canto vazio em que não sabe o que fazer à casa de banho despersonalizada, damos-lhe quatro espaços que ganham uma nova vida. E tudo sem gastar muito dinheiro.

A hôma é a loja especialista em decoração para a casa que vai querer como aliada para estas mudanças, e por várias razões. Em primeiro lugar, a loja é extremamente intuitiva, com uma divisão por zonas, para que encontre todas as opções para um espaço de uma só vez. Depois, a preocupação da hôma de que todas as pessoas sejam felizes na casa em que vivem faz com que os preços sejam muito competitivos. Em terceiro lugar, a hôma sabe que cada caso é um caso, cada casa é uma casa, e por isso tem inúmeros estilos para cada divisão. Por último, a hôma dá-lhe dicas para remodelar as divisões de forma rápida, original e cheia de estilo!

Na casa de banho

Este espaço é, muitas vezes, aquele em que parece mais difícil haver uma mudança substancial, uma vez que os elementos principais, como o lavatório ou o chuveiro, não se mudam com regularidade. É, ainda assim, possível dar novos looks a uma casa de banho, através de elementos essenciais e decorativos que imprimam um cunho especial.

Os acessórios de casa de banho, como o cesto da roupa, o copo para as escovas ou o dispensador de sabão, podem criar uma identidade no WC, com a mesma cor. Este espaço ganha em versatilidade nos materiais: do plástico ao vidro e do bambu ao metal, todos os materiais são passíveis de ser utilizados e, muitas vezes, combinados!

Para criar harmonia no espaço, pode ainda combinar os têxteis, como toalhas e tapetes, com os demais elementos, que para além de funcionais são bastante decorativos. Velas aromáticas e plantas criam também a sensação de um espaço mais zen. Há sempre a solução de móveis de apoio, para ter todos os artigos que precisa sempre à mão e bem organizados.

No roupeiro

O conceito de closet é recente em Portugal, mas ganha cada vez mais adeptos. Um espaço único para a roupa, acessórios e sapatos permite que o quarto fique mais livre, mas nem sempre as divisões da casa o permitem. A alternativa passa, muitas vezes, por armários embutidos, mas também esta opção é, frequentemente, inviável.

Sobretudo em espaços pequenos, os armários da roupa criam a ilusão de um espaço mais compacto e roubando o protagonismo à cama – que deve ser o elemento principal. Sem desesperos! Há formas de distinguir vários espaços numa mesma divisão e de tornar o espaço para a roupa num statement decorativo.

Em vez de esconder tudo num armário imponente, porque não optar pelo conceito de guarda-roupa aberto? A ausência de portas vai criar a ilusão de um espaço mais amplo ao quarto. Além disso, ao contrário dos armários únicos, os guarda-roupas abertos podem ser criados com vários módulos, com divisões mais adequadas às necessidades de cada um. A variação de dimensões entre os vários módulos fará com que tenha uma divisão mais fluida e pensada à medida.

Depois, o importante é manter a coerência em todo o espaço, através dos materiais – com a madeira e o ferro a criarem um conceito arrojado, mas clean. Os cabides e os módulos com gavetas podem variar entre a harmonização de materiais ou o contraste com cores fortes.

Os próprios acessórios de moda, como joias, podem servir de decoração, ficando expostos em posição de destaque. Na roupa, a organização por cores dá originalidade ao espaço e transmite confiança na forma como se veste! 

Um cantinho de leitura

O espaço que uma casa tem define-se não apenas pelas suas dimensões, mas também pela quantidade de elementos que se inserem em cada uma das divisões. Os elementos essenciais, como a televisão, a mesa de jantar ou os sofás, devem estar em proporção, para não haver espaços demasiado atafulhados ou zonas demasiado vazias.

A sugestão de um canto de leitura resulta bem quer em divisões demasiado grandes, como uma sala de estar em que se possa criar uma zona mais resguardada, como num espaço pequeno onde não seja possível criar uma sala de estar com sofás.

O estilo industrial permite criar uma zona distintiva, com personalidade e que pode ser o refúgio ideal para uma noite de trabalho ou para momentos de relaxar. Os móveis em metal e madeira dão um ar arrojado à zona. Cadeirões ou poltronas confortáveis, um candeeiro de pé e uma mesa de apoio criam um ambiente no qual todos podem tirar momentos mais isolados. Na decoração, os acessórios com um ar inacabado e com referências a outras paragens, como globos, transmitem o ar descontraído e estimulam a mente a viajar por cada história.

À mesa

Uma sala de jantar deve querer-se intemporal nos grandes elementos, como a mesa ou o aparador, conjugando com outros apontamentos mais substituíveis. Móveis de linhas direitas e mais neutros, como uma mesa em madeira clara, facilmente se adaptam a vários estilos, consoante as cadeiras que escolher. Para uma zona de refeições moderna, o truque está em combinações aparentemente improváveis.

Longe vai o tempo em que todas as cadeiras tinham de ser de encosto alto e com um tom semelhante. Hoje, misturar cores e mesmo formatos dá um ar moderno, confortável e mais orgânico – o ideal para convívios, que se querem descontraídos.  

Os elementos essenciais de uma refeição ganham simultaneamente o papel decorativo. Copos, pratos e guardanapos dos mesmos tons das cadeiras criam o ambiente cuidado de quem quer bem receber. O truque é mesmo não se esforçar demasiado, mas ter em atenção aos pormenores. Por exemplo, para jantares mais formais, como festividades, pode utilizar louça mais fina, e para os descontraídos louça de cerâmica. Os talheres em dourado, por exemplo, combinam com qualquer louça e são um apontamento requintado. Servir a água ou o vinho em jarros e usar individuais em vez de toalhas também marca a diferença em qualquer jantar.

Agora que já sabe como maximizar os pequenos recantos da sua casa, só falta meter mãos à obra e transformar cada divisão no refúgio que deseja! Nas lojas hôma ou no site encontrará tudo para dar vida ao seu projeto de sonho!