Saiba Mais

C•Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do universo Medialivre.
Aqui as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Assédio em locais públicos: mulheres partilham histórias reais perturbadoras

Sabia que cerca de 80% das mulheres já foram vítimas de assédio em locais públicos? É o seu caso? Damos-lhe a conhecer os casos e os testemunhos de mulheres como você. Não está só!

28 de novembro de 2023 Máxima

Infelizmente, para a maioria das mulheres lidar com assédio é "normal". Afinal, ser mulher significa para muitas de nós "aprender" a aceitar e a minimizar, logo a partir da infância, este tipo de comportamento abusivo. Uma realidade triste e preocupante confirmada num estudo internacional promovido pela L’Oréal Paris em parceria com a Ipsos,  em que o assédio sexual em espaços públicos foi identificado como o principal problema que as mulheres de todo o mundo têm de enfrentar no dia a dia.

 

As histórias e as experiências que todas partilhamos


Já foi alvo de um olhar fixo, de assobios, de perguntas intrusivas ou de comentários sobre o corpo? Não está sozinha. No âmbito do programa Stand Up – Contra o Assédio em locais públicos, a L’Oréal com o apoio da Máxima saiu à rua e entrevistou mulheres de todas as idades sobre este problema.

Desde pensar duas vezes no que vamos vestir a ter as chaves do carro ou de casa sempre à mão por receio de estarmos a ser seguidas, ou até a pedir, por exemplo, a um amigo do sexo masculino que nos acompanhe quando saímos à noite… são situações que lhe soam familiares? Veja neste vídeo os testemunhos e as histórias marcantes de mulheres como você.



 

 



Stand Up contra o assédio


O assédio constitui uma barreira na vida quotidiana das mulheres, privando-as da sensação de segurança e com impacto direto na autoestima, o que vai contra os valores do empoderamento da mulher, que estão no coração do ADN da L’Oréal Paris e são o mote do programa Stand Up - Contra o Assédio em locais públicos. Lançado pela marca em parceria com a organização Right To Be, o programa promove uma formação online gratuita para defesa contra assédio em locais públicos, seja no papel de testemunha ou de vítima. 

 

Agir contra o assédio: levanta-te e diz basta!


A Metodologia dos 5D é um sistema pioneiro que permite à vítima e às testemunhas uma intervenção segura contra o agressor:


1. Distrair

É uma forma indireta de "empatar" o que está a acontecer.


2. Delegar

Chame a atenção de alguém que esteja próximo para o que se passa e pergunte-lhe se existe algo que possa fazer naquela situação.


3. Documentar

Observe e testemunhe, escreva ou filme o assédio e forneça o vídeo à vítima.


4. Dirigir-se

Aborde a pessoa que está a ser assediada e mostre o apoio que necessita.


5. Dialogar

Fale alto e convide o assediador a ir embora, mas lembre-se de que a sua segurança e a segurança da pessoa que está a ser assediada vêm em primeiro lugar.


Dotadas com as ferramentas certas, as pessoas que concluem a formação deste programa sentem-se
97% mais aptas a identificar o assédio em locais públicos e mais preparadas para intervir. Estes são alguns dos efeitos positivos no dia a dia revelados pelo Inquérito de Impacto Social.

Se quer aprender o que pode fazer contra o assédio em locais públicos, a formação está disponível online com um duração de apenas 10 minutos. 



1. Estudo internacional sobre o assédio sexual em espaços públicos, conduzido pela L’Oréal Paris em parceria com a Ipsos, com dados recolhidos em 15 países, envolvendo mais de 15 500 participantes, março de 2021.

2. Inquérito de impacto social sobre a formação Stand Up contra o assédio em espaços públicos, conduzido pela L’Oréal Paris em parceria com a Ipsos, com dados recolhidos em quatro países, envolvendo mais de 4967 participantes, março de 2022.