Viagens

Os melhores programas para fazer em Moscovo

Entre as partidas do Mundial de Futebol, há muito para descobrir na capital da Rússia. Confira o roteiro dos hotspots do momento e descubra as atividades mais imperdíveis.
Por Aline Fernandez, 14.06.2018

Hoje começa a 21a edição do Campeonato Mundial de Futebol FIFA que, este ano, se realiza na Rússia. Se vai viajar para Moscovo, aproveite para, entre partidas, visitar os lugares mais in da capital russa, além dos óbvios pontos turísticos.

Compras

Para os amantes de streetwear, Gosha Rubchinskiy, a marca homónima do designer russo mais falado do momento, é paragem obrigatória para quem quer comprar os blusões com palavras em cirílico, o alfabeto russo, e peças das suas recentes colaborações com a Adidas e a Fila, por exemplo.

A TsUM, luxuosa loja multimarca da capital, fica mesmo ao lado do Teatro Bolshoi (outra visita obrigatória na cidade) e possui uma equipa de atendimento que fala inglês fluente mas, caso não tenha oportunidade para visitar os 70 mil metros quadrados deste espaço, saiba que ele dispõe de vendas on line, com entrega em três horas, em qualquer ponto de Moscovo. Lá, pode encontrar as peças de outro famoso criador russo, Andrey Artyomov, criador da marca Walk of Shame.

Onde comer

Uma coisa é certa: em Moscovo, há mais restaurantes imperdíveis para todos os dias da estada, por muito longa que ela possa ser. Entre todos esses, apostamos no White Rabbit, do chef Vladimir Mukhin – classificado na 23ª posição entre os 50 melhores restaurantes do mundo. Fine dining e comida tradicional russa com um twist contemporâneo. Considere ainda o Café Pushkin e o Turandot. A melhor opção para comer um típico strogonoff é o Matryoshka, comandado pelo famoso chef Vlad Piskunov, bloguista gastronómico, autor de livros de culinária e do projeto Moscow Lunch, além de apresentador dos programas Farm no First Channel e Fiery Food no canal Kitchen TV.

Com vista para a Praça Vermelha e para o Kremlin, o Quadrum, é o restaurante italiano do hotel Four Seasons. Não deixe também de conhecer uma das mercearias mais bonitas do mundo, a Eliseevsky Store, um dos pontos obrigatórios do roteiro.

Must see

A cidade estará (ainda mais) cheia de turistas mas não há como escapar aos pontos turísticos tradicionais. Se tiver de fazer uma única aposta, aproveite para respirar fundo num passeio pelo parque urbano Zaryadye, concebido por Diller Scofidio e Charles Renfro, do escritório americano DS+R – os mesmos responsáveis pela icónica High Line nova-iorquina.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!