Atualidade

As mulheres do Congresso dos Estados Unidos vão usar preto no discurso sobre o Estado da União

O discurso está marcado para 30 de janeiro.
Por Andreia Rodrigues, 12.01.2018
Quando o Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, estiver a discursar sobre o Estado da União, provavelmente vai estar a olhar para uma plateia vestida de preto, com mulheres (e também homens) a protestar contra o sexismo, o abuso e o assédio sexual. O próprio Presidente é acusado de assédio sexual por 19 mulheres.

Esta decisão partiu do Partido Democrata, que está a convidar mulheres e homens em ambos os lados da política para se juntarem ao movimento. Querem mostrar o apoio às mulheres por todo o país, que falaram contra o assédio e violência sexual nos últimos meses.

A resolução segue o protesto que aconteceu nos Golden Globes da semana passada, organizado pelo movimento Time’s Up, quando a red carpet se vestiu de preto para chamar a atenção para o assédio sexual em Hollywood e noutras indústrias. "Seria incorreto se dissesse que o que as atrizes fizeram não está relacionado connosco, mas falámos sobre usar preto antes dos Golden Globes. Queremos falar por todas as pessoas que foram afetadas por isto", afirma Lois Frankel, advogada, política e presidente do Democratic Working Women’s Group, em entrevista à Elle norte-americana.

Frankel antecipa que a maioria das mulheres do Democratic Working Women’s Group vai usar preto para a ocasião, acrescentando que "não é pela cor, é por aquilo em que os democratas acreditam". "Nós estamos com os trabalhadores de todo o país, que estão a exigir que homens e mulheres possam trabalhar lado a lado, com dignidade, segurança e livres do assédio", acrescenta.

Sobre a especulação de que alguns democratas poderiam convidar mulheres que acusaram o Presidente Trump de assédio sexual, Frankel refere que não sabe de ninguém que o vá fazer. Lois Frankel considera que "o que aprendemos ao longo dos últimos meses é que as pessoas contarem histórias é a melhor forma de passar uma mensagem poderosa. Eu acho que a maioria dos membros vai convidar pessoas que têm esse tipo de histórias para contar."

No ano passado, as mulheres do Congresso escolheram vestir branco para o primeiro discurso sobre o Estado da União do Presidente Donald Trump. "Havia muito medo em relação a este Presidente e muito medo do que ele faria às mulheres e foi por isso que vestimos branco, a cor das sufragistas. Dito isso, acho que muitos dos nossos medos se tornaram realidade, talvez a maioria deles. Este ano, vai ser preto."

As congressistas têm esperança de que esta ação inspire mais mulheres a discutirem o tema e a enfrentarem este assunto nas suas vidas diárias.

 

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!