Viagens

5 programas para fazer este fim de semana

Já tem planos para os próximos dias? Estes são os planos de festas: de exposições a restaurantes, de concertos musicais a espetáculos de dança.

Conhecer o Quanjude, o restaurante de comida tradicional chinesa

Para quem gosta de saborear a gastronomia chinesa na sua vertente mais tradicional, tem mesmo de experimentar o Quanjude. O restaurante chegou a Lisboa no final de 2017 pela mão de um grupo de amigos apreciadores de boa comida, dos sabores tradicionais e da cultura gastronómica chinesa. Uma das suas especialidades é o Pato à Pequim, reconhecido pelos seus sabores aromáticos e textura suculenta e estaladiça.

O restaurante tem ainda algumas especialidades de Sichuan, uma província do sudoeste do país, nas quais se destacam as tradicionais "três pimentas da China": piri-piri, pimenta de Sichuan e pimenta preta. O pote picante, peixe grelhado à Zhuge, caçarola de vitela, galinha picante com amendoim, caranguejo picante, tofu à mapo ou as gambas picantes são algumas das opções. Para os que não são apreciadores de picante, as opções são tiras de porco com molho Pequim, entrecosto agridoce, vieiras lótus a vapor com molho de alho, bolinhos crocantes de camarão ou caçarola de couve e gambas.

O Quanjude localiza-se na Rua Pólo Norte, 1.06 21, no Parque das Nações, em Lisboa. Está aberto todos os dias, das 12 às 15 horas, e das 19 às 23 horas. Para reservas: 926 033 333

Ver a exposição de Tatiana Macedo na Culturgest Porto

Com curadoria de Delfim Sardo, a exposição da artista Tatiana Macedo (Lisboa, 1981) chega à Culturgest do Porto a 17 de fevereiro e está patente no espaço até 20 de maio. A exposição espelha o trabalho de Macedo na utilização do filme, da fotografia e do som, reconfigura lugares, reflete sobre as condições culturais e afetivas dos seus protagonistas e pensa o espaço e a arquitetura em imagens.

Esgotaram-se os Nomes para as Tempestades é um projeto concebido especificamente para a Culturgest Porto: um filme instalado em quatro ecrãs, protagonizado por Nuno Lopes e localizado num futuro próximo. Filmado na Confeitaria Cunha, no Porto, "utiliza a notável arquitetura do espaço (de Vítor Palla e Bento d’Almeida) como lugar de memórias de um tempo votado a uma ideia de futuro entretanto gorada", pode ler-se no comunicado à imprensa. A entrada é gratuita.

Assistir ao espetáculo ‘El Baile’, de Mathilde Monnier e Alan Pauls

Inspirada no espetáculo Le Bal,de Jean-Claude Penchenat (1981), uma peça que mais tarde deu origem a um filme realizado por Ettore Scola, El Baile é uma recriação argentina de Le Bal. Interpretada pelos bailarinos Martin Gil, Lucas Lagomarsino, Samanta Leder, Pablo Lugones, Ari Lutzker, Carmen Pereiro Numer, Valeria Polorena, Lucia Garcia Pulles, Celia Argüello Rena, Delfina Thiel, María Kuhmichel e Daniel Wendler, com conceito de Alan Pauls e Mathilde Monnier (também coreógrafa), o espetáculo está em cena no Grande Auditório da Culturgest em Lisboa nos dias 17 e 18 de fevereiro (às 21h30 no sábado e às 17h no domingo). O bilhete custa €18 (e para jovens até 30 anos e desempregados, €5).

Visitar a exposição de escultura ‘Outros caminhos, a mesma viagem’

Uma exposição do artista e escultor Carlos Ramos, Outros caminhos, a mesma viagem inaugura no dia 17 de fevereiro na Igreja de Santiago – Galeria de Arte em Reguengos de Monsaraz. Com forte inspiração na natureza, o escultor desenvolve com mestria um jogo espacial que ajuda a consolidar a atmosfera de cada peça, criando espaços vazios no seu interior que vivificam a densidade e o peso da obra. Podemos encontrar em algumas das suas obras letras, versos que complementam a poesia da peça. A iniciativa faz parte do Ciclo de Exposições Monsaraz Museu Aberto 2018, está patente até 8 de abril e a entrada é gratuita.

Ir ao Festival Rescaldo

A decorrer de 16 a 24 de fevereiro entre a Culturgest e o Panteão Nacional, a 11.ª edição do Festival Rescaldo conta com onze concertos. Da programação destacam-se as atuações da violinista Maria da Rocha (com o projeto Beetroot), de Diana Combo, Rafael Toral e Pedro Centeno (com o concerto Mínimo de Obstrução II), da prestação de Harmonies com Joana Gama, Luís Fernandes e Ricardo Jacinto. "Os onze concertos em cartaz atravessarão, como habitualmente, várias gerações, escolas e percursos, numa mostra que deixa clara uma linha de continuidade criativa ao longo das últimas décadas no panorama português, com incontáveis e ricas variações, associações e ramificações que têm consistentemente feito do país um espaço criativo", pode ler-se no comunicado de imprensa. Bilhetes a partir de €6 e a programação completa emwww.culturgest.pt.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!