Moda

Noivas, tiaras e princesas

As noivas reais não dispensam uma tiara ou diadema no dia do casamento. Revisitamos algumas destas peças únicas e mostramos uma seleção de tiaras lançadas recentemente pelas casas joalheiras
Por Máxima, 20.02.2016

Segundo a tradição e os contos de fadas as princesas devem casar-se com uma tiara na cabeça e, de facto, nos casamentos da realeza europeia dos últimos anos temos visto peças extraordinárias recheadas de história, tradição e muitos diamantes. Por isso, ainda dentro do espírito das noivas de verão, decidimos reunir as mais memoráveis tiaras de casamentos reais e ainda algumas das propostas das casas joalheiras mais prestigiadas do momento que fariam qualquer uma de nós sentir-se como uma princesa.

Veja a nossa seleção de joias para noivas, aqui.

A tiara que a princesa Mette-Marit da Noruega usou no dia do seu casamento foi um presente dos reis Harald e Sónia da Noruega. É formada por 23 margaridas de diamante sobre platina e ouro branco e data de 1910 e já vimos a princesa usá-la várias vezes desde o seu casamento.

A tiara que Mary Donaldson usou no dia do seu casamento com o príncipe Frederico da Dinamarca foi um presente da sogra, a rainha Margarida, e pode usar-se como colar.

O diadema que a Princesa Letizia usou no dia do seu casamento tem uma longa história. Foi uma oferta de casamento do último imperador alemão, kaiser William da Prússia, à sua filha Victoria Luísa em 1913. Esta, por sua vez, ofereceu-o também como prenda de casamento à sua filha Frederica quando casou com o príncipe Pablo da Grécia em 1937. E por fim este ofereceu-o à filha princesa Sofia, hoje rainha de Espanha, por motivo do seu casamento com o rei Juan Carlos, em 1962. Este diadema de inspiração clássica é composto por platina e diamantes.

A tiara que Kate Middleton escolheu para usar no dia do seu casamento foi emprestada pela rainha e tem uma longa e significativa história na família real Inglesa.A Tiara Halo foi encomendada pelo então Duque de York para oferecer à sua esposa em 1936. Pouco depois tornaram-se os reis Jorge VI e Isabel de Inglaterra e ofereceram esta tiara à sua filha, atual rainha Isabel II, por motivo do seu 18º aniversário. Em 2011 esta tiara ganhou novo protagonismo na cabeça da Duquesa de Cambridge neste dia tão especial para a coroa inglesa.

Veja os looks da Duquesa de Cambridge em visita pela a Ásia e o Pacífico, aqui.

A neta da rainha de Inglaterra, Zara Phillips, escolheu para o seu casamento uma tiara com grande história na família real. A tiara Meander pertenceu à princesa Alice,  mãe do príncipe Filipe, que a ofereceu à futura nora como presente de casamento, a atual rainha Isabel II de Inglaterra. A rainha, por sua vez, ofereceu-a à filha, a princesa Ana em 1972 que também a usou no seu casamento. 

A tiara que a princesa Marie da Dinamarca usou no seu casamento com o príncipe Joaquim foi um presente dos reis Ingrid e Frederico da Dinamarca à então princesa e agora rainha Margarida.

Tatiana Blatnik usou a Tiara do Corsário da coleção da casa real grega. Esta jóia começou por ser uma pregadeira que pertenceu à rainha Vitoria da Suécia, depois passou para a princesa sueca Ingrid que se tornou rainha da Dinamarca e por fim foi o presente de 18º aniversário da princesa dinamarquesa Ana Maria que se casou com o rei Constantino da Grécia. Esta peça também foi usada pela princesa Marie-Chantal no seu casamento com o príncipe Pablo da Grécia (1995).

O último grande casamento real europeu teve lugar no ano passado no Luxemburgo e a noiva, a duquesa Stéphanie de Lannoy de origem belga, usou um diadema da sua família. Esta peça é composta por uma base de platina adornada com brilhantes e um grande diamante ao centro, já foi usada pelas suas irmãs e cunhadas nos seus respetivos casamentos.

Veja o nosso artigo sobre a moda no casamento real do Luxemburgo, aqui.

A tiara que Marta Luísa da Noruega usou no seu casamento chama-se tiara da rainha Maud, bisavó da princesa. Esta rainha da Noruega recebeu a tiara, quando ainda era princesa de Inglaterra, dos seus pais os reis Eduardo VII e Alexandra. Na verdade a peça que a princesa Marta Luísa da Noruega usou é uma réplica quase exata da tiara original, que foi roubada em 1993 do cofre da casa joalheira Garrard’s, em Londres, autora desta cópia. A tiara é composta por diamantes e pérolas em forma de lágrima.

Crê-se que a Tiara de Camafeus tenha sido um presente de Napoleão Bonaparte à sua adorada imperatriz Josefina em 1809 que, por sua vez, a ofereceu à sua neta como prenda de casamento com aquele que viria a ser o rei Óscar I da Suécia, em 1923.  A princesa herdeira Victoria da Suécia escolheu esta tiara com sete camafeus em ouro e pérolas, a mesma tiara com que a sua mãe, a rainha Sílvia, também se casou em 1976. 

No dia do seu casamento a princesa Máxima da Holanda usou a Tiara das Estrelas, em ouro branco e com cinco estrelas formadas por diamantes. Esta tiara foi a mesma que a rainha Beatriz usou no seu casamento.

Veja os melhores looks da princesa Máxima da Holanda, aqui.

Imagens: Getty Images.

Tags: moda especiais noivas casamento joias tiaras diademas princesas victoria da suécia máxima da holanda marie da dinamarca marta luísa da noruega letizia de espanha mette-marit da noruega mary da dinamarca tatiana da grécia zara de inglaterra stephanie do luxemburgo kate middleton cartier chaumet tiffany & co. chanel
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!