Shopping

50 peças em tie-dye para colorir o verão

Da Prada à Dior, o tie-dye em 2019 pode ser tão sofisticado quanto quiser.
Por Aline Fernandez, 23.07.2019

O estilo de tingimento artesanal foi tendência entre os hippies e músicos dos anos 1970 – marcando presença em festivais como o de Woodstock – e também entre os surfistas com as suas t-shirts coloridas. A moda regressou nos anos 1990 e quase 30 anos depois o tie-dye está de volta às peças de roupa e acessórios e até aos objetos para a casa.

Confirmámos a tendência após os desfiles para a primavera-verão 2019 de marcas como Prada, Proenza Schouler e Stella McCartney. Depois, vimos as primeiras celebridades a brincar com as tintas: Beyoncé usou um vestido tie-dye durante umas férias pelas praias italianas no ano passado. A modelo Dree Hemingway usou-o na passadeira vermelha da instalação Persol Magnificent Obsessions: 30 stories of craftsmanship in film em Nova Iorque, e a atriz Jaime King brilhou num vestido Dior durante a Guggenheim International Gala.

A técnica de pintura abstrata acrescenta um aspeto de exclusividade às peças, já que nunca um tingimento fica exatamente igual ao outro. E também pode, quem diria, ser sustentável ao permitir recuperar uma peça que seria deitada para o lixo. Um ótimo exemplo disso mesmo foi a atitude de Eleanor Walton, uma inglesa que assistia à corrida de cavalos Ripon Races no último sábado, dia 20 de julho, em North Yorkshire, Inglaterra. Quando alguém derramou vinho tinto no seu macacão branco, Eleanor chamou as amigas, pediu mais vinho e transformou a peça, tornando-a viral.

Tags: tie-dye
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!