Viagens & Gourmet

Ona At the Museum: as maravilhas da gastronomia num recanto (secreto) da baixa lisboeta

O que acontece quando quatro jovens chefs se juntam para unir influências gastronómicas num menu de 9 pratos? Descubra a experiência Ona at The Museum, que tem lugar no Largo da Trindade.
Por Rita Silva Avelar, 17.01.2020

Já ouviu falar no projeto Ona? Criado pelo chef francês Luca Pronzatom, trata-se de uma iniciativa de cunho gastronómico, que pretende dar a conhecer talentos de jovens chefs internacionais e nacionais. Seve ainda para mostrar como os produtos de excelência de pequenos produtores do nosso país podem fazer toda a diferença. No verão passado, esta iniciativa concretizou-se no restaurante pop-up Ona at the Beach (que se instalou no Dr. Bernard, na Costa da Caparica). Agora, é a vez da experiência Ona at The Museum chegar a Lisboa, uma vez que acontece à "porta fechada" no número 16 do Largo da Trindade, no Chiado, no primeiro andar do recém inaugurado boutique hotel The Art Gate.

Assim, os jovens chefs Micael Duarte, Iñaki Bolumburu, Mariana Schmidt, Edgar Bettencourt (oriundos de Portugal, do Rio de Janeiro e de Bilbao e todos na casa dos vinte anos) assumem a cozinha do Ona, onde é possível provar os nove pratos originais e improváveis desta carta de olhos postos nas panelas e nos fogões (na mesa do chef, que tem seis lugares) mas também, e desfrutando do fator surpresa, na mesa de jantar do Ona, onde existem 12 lugares disponíveis por cada turno. Composto por três snacks, duas entradas, dois pratos principais e duas sobremesas, este menu é, de longe, um dos mais equilibrados, saborosos e saudáveis que irá provar neste momento. Elaborados com ingredientes sazonais e fora do comum, materializam-se em combinações como maçã, ginjinha e citrinos; batata, porco & kombo e bulhão pato crocante – snacks – ou em cogumelos, com gema de ovo e caldo de galinha, seguida de couve-flor com amêndoas, couve e água de tomate fermentada – nas entradas.
Para agradar a gregos e a troianos, há um prato de peixe e outro de carne, que mudam conforme aquilo que estes chefs encontram junto dos fornecedores, e que podem ser nada mais, nada menos, que pescada al pil pil com nabo, como sugestão de peixe, ou javali com castanhas, puré de espinafres, escabeche de beterraba e salada da estação, na carne. As sobremesas enaltecem as sugestões desta carta volátil: como não gostar tanto do levíssimo limão com avelãs e polén bio, como do bombástico creme de manteiga de amendoim com pão e vinho do Porto? Os pairings de vinhos, que por sinal são surpreendentes, são feitos pela sommelier Patrícia Pombo e pela bartender Constança Cordeiro (no caso dos cocktails).
Além de restaurante (mantendo o formato pop-up) o Ona at The Museum integra uma galeria de arte, uma loja de vinhos, um bar e um lounge. Assim, e além de ser uma experiência vincadamente gastronómica, é também um convite a descobrir obras de artistas como Marco Pires, Luísa Jacinto, Hugo Brazão, Joanna Piotrowska e Nuno Henrique. A exposição tem a curadoria da de Joana Valsassina e Leonor Carrilho.

É possível desfrutar da experiência Ona at The Museum – que tem o custo de €75 (e €55 pelo paring) até, pelo menos, até ao fim de fevereiro.

Onde? Largo da Trindade, 16, 1º andar, Lisboa Quando? Às 19h ou às 21h30, ao jantar. Reservas https://onalisbon.dinesuperb.com/

Tags: lisboa ona at the museum chiado luca pronzatom the art gate ona at the beach dr. bernard largo da trindade 16 gastronomia cozinha experiências
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!