Mulheres viajantes

A pessoa mais interessante que Pauliana Valente Pimentel conheceu nas suas viagens

A fotógrafa também partilhou com a ‘Máxima’ as suas memórias, a primeira coisa que põe na mala e até o que considera a oitava maravilha do mundo.
Por Aline Fernandez, 20.08.2019

Onde nasceu?

Eu nasci em Lisboa, na Maternidade Alfredo da Costa.

Em que lugar do mundo se sentiu mais feliz?

Não sei responder, sou muito feliz quando estou em viagem.

Nomeie um lugar que correspondeu à sua expectativa de viagem.

Mali.

Qual a cidade que adora e por quê?

Lisboa. Por mais que eu viaje, Lisboa continua a ser a minha cidade preferida. É a minha casa. Adoro a luz, a escala, o rio, a calma. Infelizmente está a sofrer uma grande gentrificação, e está a perder o seu carisma.

Uma viagem que sonha fazer…

Cuba.

Descreva a sua vista de quarto preferida.

Vista para o oceano.

O que põe primeiro na mala?

A minha máquina fotográfica.

Conte-nos sobre uma pequena cidade que tenha conhecido e adorado.

Jaisalmer. Fica na Índia e está às portas do deserto do Thar e, para mim, é uma das mais belas cidades do Rajastão. É um município com uma escala pequena, terra de marajás, fortes, palácios, muita música, ciganos do deserto, camelos, um forte, toda feita em pedra arenítico de tons amarelos avermelhados, daí ser conhecida como "a cidade dourada" – parece que estamos de novo no tempo da Rota da Seda.

Nunca voltaria a...

Voltaria sempre...não existe nenhum sítio que diga, não quero voltar mais.

Qual foi o hotel mais luxuoso onde já dormiu?

O Sofitel Legend Old Cataract em Assuão, no Egito.

O que gosta de encontrar no minibar?

Uma garrafinha de vodka.

Qual é o seu guilty pleasure enquanto viaja?

Um bom copo de vinho.

Visitar os pontos turísticos ou ficar na espreguiçadeira?

Uma combinação de ambos.

Qual a sua viagem de infância mais memorável?

As viagens que fazia à terra da minha avó materna, em Trás-os-Montes, numa aldeia no meio das montanhas.

Quais foram as suas primeiras férias sem os seus pais?

Nos tempos de liceu foi à Itália – o que mais me impressionou foi Veneza. Mais tarde, já com 18 anos, a minha primeira grande viagem fora da Europa foi ao Nepal e Tibete.

Quem é a pessoa mais interessante que conheceu nas suas viagens?

O meu querido amigo e músico incrível, o Toumani Diabaté.

Qual a frase ou palavra estrangeira que mais utiliza?

Good morning.

Para si, qual é a oitava maravilha do mundo?

Bagan [a antiga capital de vários reinos em Mianmar].

Tags: pauliana valente pimentel viagem férias
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!