Exclusivo

Três receitas vegan (e deliciosas) do novo livro de Jamie Oliver

Jamie Oliver regressa com novo livro dedicado à cozinha vegan, nas bancas a partir desta quinta-feira. As imagens falam por si neste preview para a Máxima.
Por Mariana Dias, 04.03.2020

O chef e autor inglês é um fenómeno global no mundo da cozinha há vários anos, e até tem um restaurante na capital portuguesa (mais precisamente no Príncipe Real). Além de possuir um vasto império de restaurantes em todo o mundo, Jamie Oliver dá também formações a jovens desempregados na área da restauração e é autor de diversos livros de culinária. As formações e o seu primeiro restaurante, Fiftteen, são dirigidos pela sua fundação, Jamie Oliver Food Foundation. A fundação não realiza só atividades em território inglês, mas também nos Estados Unidos. Além disso, Jamie Oliver tem uma revista de culinária, um canal de youtube e outros canais de comunicação, que usa com o objetivo de informar e partilhar sugestões para quem desejar saber mais sobre o mundo da cozinha. Desta vez, Jamie Oliver reservou as páginas do seu 17º livro – que se chama VEG - para a cozinha vegan.

Depois de ter publicado um livro dedicado à cozinha italiana, o chef aventura-se noutros paladares e dedica este livro inteiramente a receitas de refeições à base de vegetais. A sua inspiração para compilar as receitas deste livro baseou-se em encontros com alguns dos melhores chefs vegetarianos e em tradições gastronómicas de todas as partes do mundo.

Nos livros anteriores, os leitores já podiam encontrar um capítulo dedicado à comida vegetariana. Contudo, neste novo livro, 140 novas receitas surgiram a pensar em todas as pessoas e rotinas que desejam seguir esta opção alimentar – e não só. Deliciosas e rápidas são os adjetivos utilizados para descrever as receitas em que o chef andava a trabalhar há cerca de oito anos, como revela em comunicado de imprensa.

Assim, o novo livro de Jamie Oliver promete mostrar toda a versatilidade e sabor, utilizando apenas legumes, verduras, plantas e frutas. E contrariamente ao que muita gente pode pensar, não foi só pensado para quem já segue um regime alimentar totalmente vegan, mas também para quem está a pensar em reduzir o consumo de proteína animal. O livro é editado pela Porto Editora e está nas lojas a 5 de março. A Máxima teve acesso a três receitas deste novo livro do chef, que partilha em antecipação com o leitor:

Risotto de tomate assado

Duração: 1 hora    

Para: 6 pessoas

Calorias: 507 kcal

Ingredientes: 6 tomates maduros grandes, 1 cabeça de alhos, 1/2 ramo de tomilho fresco (15 g), azeite, 1,2 l de caldo de legumes, 1 cebola, 1 bolbo de funcho, 2 nozes de manteiga sem sal, 450 g de arroz-arbório para risotto, 150 ml de vermute branco seco, 80 g de queijo parmesão.

 Pré-aqueça o forno a 180 °C/gás 4. Com uma faca, retire os centros aos tomates e coloque-os com os lados cortados virados para baixo, juntamente com a cabeça de alhos inteira, numa assadeira onde caibam mesmo à medida; depois, espalhe por cima os pés de tomilho. Regue com 1 colher de sopa de azeite, tempere com sal marinho e leve a assar durante uma hora, ou até a pele começar a estalar (mais tarde, os sucos irão conferir um paladar único que fara toda a diferença).

 Em seguida, leve o caldo de legumes a levantar fervura. Lamine finamente a cebola e o funcho, reservando as pontas, e coloque-os num tacho grande e alto, em lume médio, com 1 colher de sopa de azeite e 1 noz de manteiga. Deixe refogar durante 10 minutos, ou ate tudo estar macio, mas sem ganhar cor, mexendo de vez em quando, e, em seguida, adicione o arroz e deixe-o tostar durante 2 minutos. Verta o vermute e mexer até ter sido absorvido. Adicione uma concha cheia de caldo de legumes e aguarde que seja completamente absorvido antes de adicionar a seguinte, mexendo sempre, e continuando a adicionar conchas de caldo até o arroz estar cozido – serão necessários 16 a 18 minutos. Envolva a restante noz de manteiga no arroz, misture o queijo parmesão finamente ralado, retifique os temperos e desligue o lume. Tape e deixe repousar durante 2 minutos, para o risotto ficar cremoso e suculento. Distribua o risotto por pratos aquecidos. Coloque no centro de cada prato uma metade de tomate com um pouco de alho adocicado e as pontas de funcho reservadas. Regue com os saborosos sucos de tomate da assadeira.

 

Nota: Se retirar das cascas os dentes de alho macios e suaves, depois de assados, ira adicionar um delicioso sabor extra ao risotto.

 

Strogonoff de cogumelos

Duração: 20 minutos

Para: 2 pessoas

Calorias: 251 kcal

Ingredientes: 400 g de cogumelos variados,1 cebola roxa, 2 dentes de alho, 4 cebolas em conserva, 2 cornichons, 4 pés de salsa, azeite, 1 c. de sopa de alcaparras baby,50 ml de uísque, paprica fumada, 80 g de creme fraíche meio-gordo.

 

Prepare tudo antes de começar a cozinhar: arranje os cogumelos, partindo os maiores e deixando os mais pequenos inteiros, descasque a cebola e os dentes de alho e lamine tudo finamente, bem como as cebolas em conserva e os cornichons. Pique grosseiramente as folhas de salsa e corte finamente os talos. Coloque uma frigideira antiaderente grande em lume forte, adicione os cogumelos e a cebola, agite para acomodar tudo numa camada única e deixe grelhar, sem gordura, durante 5 minutos (o que irá realçar o travo a frutos secos), mexendo com frequência. Regue com 1 colher de sopa de azeite e adicione o alho, as cebolas em conserva, os cornichons, os talos de salsa e as alcaparras. Ao fim de 30 minutos, verta o uísque, incline a frigideira com cuidado para flamejar ou pegue-lhe fogo com um fósforo longo (tenha atenção às sobrancelhas!) e quando a chama se extinguir, adicione 1/4 de colher de chá de paprica, o creme fraíche e a salsa, e envolva tudo muito bem. Deslasse com um pouco de água a ferver para obter uma consistência suculenta e tempere a gosto com sal marinho e pimenta preta. Distribua pelos pratos, polvilhe com um pouco de paprica e sirva com arroz solto.

 

  Nota: Procure os cogumelos selvagens da época nos supermercados ou em mercados de produtores locais – são absolutamente extraordinários e elevam o sabor deste prato a uma outra dimensão.

 

Tagliatelle de Verão

 
Duração: 20 minutos    

Para: 2 pessoas    

Calorias: 561kcal

 

Ingredientes: 1 ramo de manjericão fresco (30 g), ½ dente de alho, 50 g de amêndoas sem pele, azeite virgem extra, 25 g de queijo parmesão (mais um pouco para servir) 1/4 de limão, 1 batata Maris Piper, 125 g de feijão verde, 300 g de massa tagliatelle , 200 g de legumes de verão delicados, como favas, ervilhas, brócolos de talo tenro.

 

Coloque a maior parte das folhas de manjericão num almofariz e triture-as com uma pitada de sal marinho. Adicione o alho descascado e as amêndoas e volte a triturar tudo muito bem. Envolva com 4 colheres de sopa de azeite, o queijo parmesão finamente ralado e o sumo de limão. Retifique os temperos. Lave a batata, corte-a às rodelas finas, corte as pontas ao feijão verde e coloque tudo num tacho com água a ferver, temperada com sal. Adicione o tagliatelle e leve a cozer, de acordo com as instruções da embalagem. Em seguida, arranje os legumes de verão e adicione-os quando faltarem 3 minutos para o fim do tempo de cozedura. Escorra e reserve uma chávena de água da cozedura. Incorpore o molho pesto, deslassando com uma colherada da água reservada, se necessário. Regue com 1 colher de sopa de azeite e finalize com as restantes folhas de manjericão e mais queijo parmesão finamente ralado. Fica muito bem acompanhado de uma salada da época, supercrocante.

 

Nota: Neste prato, usei manjericão e amêndoas, mas qualquer outra combinação de ervas aromáticas e frutos secos, sem casca e sem sal, resulta muito bem - opte pela que mais gostar!

 

 

 

 

 

 

Tags: cozinha vegan jamie oliver livro receitas
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!