Gourmet

Por dentro da fábrica de gelados Santini

Fomos a Carcavelos, em Cascais, para festejar os 70 anos dos gelados portugueses.
Por Aline Fernandez, 18.05.2019

Para celebrar as sete décadas de confeção de gelados artesanais, a Santini decidiu abrir as portas da sua produção em Carcavelos, em Cascais, para partilhar os seus segredos de fabrico.

Desde a entrega da matéria-prima, realizada geralmente logo pela manhã, à preparação da fruta e outros ingredientes, até à produção do gelado, agora é possível ver de perto todo o processo, no qual se utilizam ingredientes naturais e sem adição de químicos. Por isso, e como sempre, a Santini é a gelataria cujos sabores seguem as estações – razão pela qual no inverno há sempre mais variedade ou sabores fora da caixa e no verão menos.

Ali todas as frutas são lavadas, cortadas à mão, descascadas, picadas ou retiradas pequenas sementes, sem adição de corantes nem conservantes, de forma a garantir o sabor e textura aos gelados. Atualmente, no pico do verão, chega-se a consumir uma tonelada de fruta por dia (!). O processo de fabrico dos gelados é o mesmo há 70 anos. O doce de leite, por exemplo, é feito aui e leva oito horas a ferver, necessitando de uma pessoa responsável para o mexer. Já o caramelo é feito numa panela de cobre para garantir o sabor. Uma vez que são naturais, os gelados não ficam em exposição nas lojas para não oxidar.

Os bilhetes para as visitas custam €8,50, mediante reserva via e-mail, e incluem um minicone do seu sabor favorito no final. Se a dúvida persistir, sugerimos o sabor de coco queimado, que está a chegar, e é dos deuses.

Onde? Estrada da Torre – Gelados Santini, Carcavelos. Quando? Todos os dias, de meia em meia hora, das 09h às 16h, e em grupos de até 10 pessoas. Quanto? €8,50. Reserva obrigatória: geral@santini.pt.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!