Viagens & Gourmet

Os pedidos mais extravagantes que os hóspedes fazem nos hotéis de luxo em Portugal

Falámos em segredo com os concièrges de alguns dos lugares mais luxuosos de norte a sul do país.
Por Aline Fernandez, 01.04.2019

É de se esperar que os concièrges de hotéis de luxo em todo o mundo consigam resolver situações especiais, como reservar restaurantes muito concorridos, comprar peças raras ou arranjar bilhetes para concertos ou espetáculos exclusivos. E isso a qualquer momento do dia. Contudo, há uma realidade que permite um outro nível de extravagância, onde o céu é (ou não) o limite e há quem tenha de ir muito além da imaginação para agradar os hóspedes dos hotéis mais exclusivos do mundo.

Até onde se sabe, o exemplo mais exagerado foi contado pela CNN em fevereiro deste ano. Um xeque do Catar estava hospedado no Dubai e queria presentear a sua mulher com um Rolls Royce Ghost. Estávamos em 2012 e o carro acabara de chegar ao mercado. Só que o pedido foi feito no final da quinta-feira, pouco antes do dia sagrado, sexta-feira, quando a maioria das lojas estaria fechada. Nada disso impediu o concièrge Harold Abonitalla. O carro de US$ 300 mil (aproximadamente €267.380) voou mais de 400 Km num avião de carga – graças ao tio de Abonitalla que seguia nesse voo – e chegou ao Catar na noite seguinte. Por curiosidade, a aventura fez o valor final custar mais um terço do preço original do carro.

Tais casos impossíveis com restrições de tempo escandalosas demonstram que os concièrges podem assemelhar-se mesmo ao génio da lâmpada do Aladdin. Existe mesmo um grupo de elite destes profissionais: são distinguidos pelo broche no formato de um par de chaves douradas entrelaçadas presas às lapelas dos fatos. Os 4.000 membros da Les Clefs d'Or estão em 80 países, Portugal incluído (chama-se Chaves de Ouro por cá). A arte deste serviço implica passar por testes árduos e estes profissionais acumulam histórias no mínimo inusitadas com os anos de experiência.

Como a curiosidade matou um gato e não uma jornalista, quisemos saber quais foram os pedidos mais extravagantes dos hotéis de luxo em Portugal. Dos mais simples, como o pedido do marido para que toda a equipa da receção fosse ao quarto cantar os parabéns à sua mulher, às mais elaboradas.

Houve quem resolvesse fazer o pedido de casamento em terras lusitanas, à beira rio, e contou com uma pessoa da equipa do hotel para cantar "a música do casal", que era Love never felt so good, de Michael Jackson. Claro que o concièrge filmou o momento do sim. Houve também um hóspede que pediu "apenas" um helicóptero para fazer birdwatching sobre o Douro e talvez, o mais exigente, que quis organizar um evento para 30 pessoas, entre as 2h e as 4h da manhã em pleno Parque de Monsanto, em Lisboa.

Esse pedido de última hora incluía exigências como vichyssoise, pizzas, cachorros quentes, fajitas e hambúrgueres servidos em loiça Limoges. Para a sobremesa foram pedidos cupcakes, brownies e fruta laminada. Mas havia várias restrições alimentares: sem álcool, sem porco, sem alho, sem frutos secos, sem amendoim, sem coco. A festinha privada também contou com uma mesa de ping pong e também se quis música portuguesa ao vivo. Contratou-se uma tuna. E como tudo aconteceu no meio do parque, também foi necessário colocar luz e casas de banho. Uma miniprodução de madrugada para um hóspede.

Achou que pedir para trocar as toalhas era pedir muito? Repense.
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
1 Comentários
António Gonçalves Eu só queria um cafezinho...
02.04.2019
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!