Viagens & Gourmet

Infinitas razões para ir a Roma

Cidade histórica, boa comida e um povo animado são apenas alguns dos encantos da capital da Itália. Mostramos-lhe o que saber antes de marcar a viagem: onde dormir, onde comer, o que ver e o que levar para a cidade eterna.
Por Aline Fernandez, 04.04.2019

É uma espécie de galeria de arte a céu aberto – as vistas mais deslumbrantes de Roma, Itália, estão nas ruas e são gratuitas. Por isso, aproveite para andar em vez de optar pelos transportes públicos ou táxis, e guie-se pelas sugestões da Máxima.

Onde ir

O centro histórico de Roma é relativamente pequeno e, caso esteja hospedado nesta área, é absolutamente possível fazer tudo a pé. Divida as atrações pela proximidade e aproveite a caminhada para queimar as calorias das delícias intermináveis que por lá tem (veja quais em ‘Onde comer’).

Em baixo, deixamos sugestões para três dias:

Dia 1

Piazza del Popolo

Villa Médici

Galleria Nazionale d'Arte Moderna e Contemporanea

Museo e Galleria Borghese

Piazza di Spagna

Fontana di Trevi

Pantheon

Piazza Navona

Campo dei Fiori

Dia 2

Il Museo del Louvre (que não é um museu, sim um loja dedicada à fotografia e arte)

Piazza Venezia

Monumento a Vittorio Emanuele II

Campidoglio

Foro Romano

Palatino

Coliseu

Arco di Constantino

Termas de Caracala

Circo Massimo

Bocca della Veritá

Dia 3

Castel Sant’Angelo

- Vaticano

Piazza San Pietro

Basilica di San Pietro

Museus do Vaticano e Cappella Sistina

Nota: Católico ou não, Roma tem uma infinidade de igrejas a visitar além do Vaticano. Onde mais no mundo se encontram duas igrejas idênticas? A Santa Maria di Montesanto e a Santa Maria dei Miracoli ficam na Piazza del Popolo, onde também encontra a Chiesa de Santa Maria del Popolo. Vale a pena ressaltar que na capital italiana pode ver obras, painéis, esculturas e quadros de artistas renascentistas como Michelangelo e Rafael de graça, já que não há custo para entrar em igrejas como estas. Destaque para a Basilica Papale di Santa Maria Maggiore, a Chiesa di Sant' Ignazio di Loyola, a Basilica di Santa Maria in Travestere e a Basilica di San Pietro in Vincoli.

Onde comer

Facto é que nunca haverá dias suficientes para comer em todos os ótimos restaurantes da cidade, nem tantas refeições por dia para provar todas as combinações de massas e molhos, prosciutto, queijos, vinhos e gelados. Infelizmente. Se só poder escolher alguns lugares para ir, delicie-se no Restaurante Il Vero Alfredo, local onde foi criado o fettuccine Alfredo. O prato de massa com queijo Parmesão e manteiga é finalizado à frente do cliente, o que só aumenta o apetite. Outra paragem obrigatória é o pequeno Borghiciana Pastificio Artigianale, próximo ao Vaticano. O local simpático prepara massa fresca e serve comida tão deliciosa quanto as lindas loiças em que é servida. E não volte de Roma sem provar a lasagna divinal do restaurante Tonnarello, em Trastevere. Para completar a refeição bem italiana, peça para entrada o carciofo alla Giudia, a viciante alcachofra em formato de chips.

Se quiser passar o dia em Trastevere, a zona hype de Roma, pode aproveitar para comer na Pizzeria Ai Marmi e a sobremesa na Gelateria Fiordiluna. Antes das muitas variedades de gelados (já lá chegaremos), inclua a ‘la matriciana’ ou a ‘la carbonara’ da Salumeria Roscioli na sua lista de restaurantes a visitar. A Salumeria Roscioli também é uma delicatessen, uma excelente oportunidade para comprar conservas para levar para casa. Mais um prato a não perder é o spaghetti ajo ojo e peperoncino do Armando al Pantheon que, como o nome indica, fica mesmo ao lado do panteão romano, um dos monumentos mais bem conservados e um testemunho da história da cidade. Se o tempo for curto ou se gostar de petiscar, vá ao Supplizio, a dois quarteirões do Rio Tibre, e além do supplì, o típico bolinho de arroz romano, peça uma crocchette di patate.

Os gelatos

Porque sim, porque é Roma, porque tenham sido criados ou não pelos romanos, foram aperfeiçoados em Itália e são a perdição dos amantes dessa sobremesa. Além da já citada Gelateria Fiordiluna, é possível fazer todo um roteiro gastronómico atrás dos melhores gelados da cidade. As paragens obrigatórias são a Gelateria La Romana, de entre os muitos sabores, não deixe de provar o de banana e o Crema dal 1947, a Frigidarium, com as suas opções de calda quente ou creme fresco sobre o gealdo, a Old Bridge com o sabor imperdível de pistáchio 100% DOP ou o supreendente ricotta com pistacchio, a Fatamorgana, com os seus gelados confecionados com ingredientes naturais, e a Giolitti, que além dos cones possui taças tão apelativas quanto saborosas.

O que levar

  • Uma visita ao país de marcas como Gucci, Valentino, Alberta Ferretti, Dolce & Gabbana, Prada é uma ótima desculpa para levar menos na sua bagagem e regressar com mais. Leve opções mais descontraídas para o dia e outras mais formais para sair à noite.
Veja aqui o que não poder faltar na mala para um destino urbano.
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!