Mulheres viajantes

Esta deveria ser a oitava maravilha do mundo, segundo Sara Prata

A atriz partilhou com a ‘Máxima’ as suas memórias, a primeira coisa que põe na mala e até o que gosta de encontrar no minibar.
Por Aline Fernandez, 02.08.2019

Onde nasceu?

Em Setúbal.

Em que lugar do mundo se sentiu mais feliz?

Esta é muito difícil de escolher. Mas arrisco-me a dizer que a Ásia tem esse dom de me fazer feliz e leve, sem pesos ou tormentas. Vive-se sob outro olhar.

Nomeie um lugar que correspondeu à sua expectativa de viagem.

Machu Picchu. É indescritível a energia desse lugar, mágico. Em Angkor Wat também nunca vou esquecer o que senti. São dois lugares de culto e que se tornaram sagrados na minha lista de sonhos cumpridos.
Sara Prata em Machu Picchu, Peru | © Arquivo pessoal
© Arquivo pessoal

Qual a cidade que adora e por quê?

A minha: Setúbal. Porque tem as praias mais bonitas. Sei algumas "secretas" que são o meu tesouro.

Uma viagem que sonha fazer…

Ao Quénia, um safari. Talvez seja em breve.

Descreva a sua vista de quarto preferida.

Como se fosse um quadro ou daqueles desenhos que fazemos em crianças. Céu azul, natureza e poucas casas.

O que põe primeiro na mala?

Livros, jogos e cadernos.

Conte-nos sobre uma pequena cidade que tenha conhecido e adorado.

Cartagena das Índias [Colômbia]. Uma viagem no tempo e na história, um lugar único, um quadro emoldurado por um dos pores do sol mais bonitos.

Nunca voltaria a...

Talvez até volte, mas Marrocos não me fez feliz.

Qual foi o hotel mais luxuoso onde já dormiu?

Não procuro esse tipo de alojamento, mas gostei muito do Nomade em Tulum [México].

O que gosta de encontrar no minibar?

Normalmente coca-cola. Já tive pisco sour no Peru e gostei muito dessa surpresa.

Qual é o seu guilty pleasure enquanto viaja?

Comer. Adoro explorar a gastronomia local e sem pesos na consciência.

Visitar os pontos turísticos ou ficar na espreguiçadeira?

O equilíbrio é perfeito. Mas prioridade para os pontos turísticos e de seguida é bom saber parar e repor as baterias.

Qual a sua viagem de infância mais memorável?

Tive várias, fui uma criança feliz. Tenho muitas memórias de mergulhos até ao fim do dia. Recordo uma viagem até Barcelona de carro, onde fizemos várias paragens. La Manga del Mar Menor e os macacos em Gibraltar, até hoje me lembro desses momentos.

Quais foram as suas primeiras férias sem os seus pais?

Já não tenho a certeza. Acho que a primeira foi uma ida à Madeira com o meu grupo de escuteiros.

Quem é a pessoa mais interessante que conheceu nas suas viagens?

Ninguém em particular. Mas foras muitas as experiências de vida de outros que já tive o prazer de escutar e partilhar lado a lado com eles.

Qual a frase ou palavra estrangeira que mais utiliza?

Não tenho nenhuma expressão que use sempre.

Para si, qual é a oitava maravilha do mundo?

Diria que Angkor Wat merecia esse reconhecimento. Na altura senti isso, que não era justo ter ficado fora da lista.

Tags: sara prata viagem férias
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!