Lifestyle

Coisas que os homens detestam na cama

Entre as 10 coisas que os homens mais abominam na cama, não há qualquer referência à falta de depilação.
Por Dulce Garcia, 20.12.2019

Vinicius de Moraes dizia, com graça, que se o cão é o melhor amigo do homem, então o whisky é um cão engarrafado. Eu acrescentaria: e a Gillette é a melhor amiga da mulher. Quem diz Gillette, diz Epilady, Braun ou outra geringonça qualquer que elimine pelos.

Que levante o braço quem nunca amaldiçoou o sistema capilar, mais o seu estúpido vigor. Parece de propósito: cada vez que surge um candidato a príncipe encantado no horizonte, nascem 100 novos pêlos nas pernas. I. passou seis meses sozinha. Foram 180 serões a queimar as pestanas com os livros de Dan Brown e a enfeitar o ventre, mais ou menos liso, com dois belos pneus, insuflados a Häagen-Dazs, M&M e bolachas Maria com manteiga (céus, uma mulher só come bolacha Maria com manteiga quando está mesmo carente). Mais de 12 semanas a descobrir – de início, contrariada – a cultura oriental com a telenovela O Caminho das Índias e outras tantas a adormecer no sofá com o riso sórdido do Dr. House.

Claro que ao fim dos primeiros dois meses deixou de ligar à Zezinha para marcar a tortura, vulgo depilação. Não pensem que é qualquer mulher que se submete a 60 minutos de escalpe só para se sentir bem consigo própria. Ainda por cima, era Inverno e a moda mandava usar saias com collants opacos. I. estava, portanto, fechada no convento quando, numa bela sexta-feira à noite, foi jantar fora e caiu em tentação. Sabem como é – um amigo de um amigo, de um amigo. Consta que o rapaz era bom conversador, apreciador de jazz e com ares de Brad Pitt (talvez mais Braz Pinto do que outra coisa, mas a I. pareceu-lhe um galã).

Claro que já não foi para casa ver o CSI Miami. Preferiu ficar a descobrir outros mistérios. Às quatro da madrugada, depois de muito rir, beber e dançar, descobriu-se deitada no sofá – o tal que a amparou nos seis meses de reclusão –, com o penteado desfeito e o fecho do vestido aberto até meio das costas. Foi como se lhe dessem um choque eléctrico. "Lembrei-me de como tinha as pernas e entrei um pânico."

Não era caso para isso. Entre as 10 coisas que os homens mais abominam na cama, apuradas num estudo brasileiro de 2008, não há qualquer referência à falta de depilação. A saber: eles detestam fazer sexo às escuras, não gostam de mulheres demasiado caladinhas nem muito tagarelas (a ideia é emitir um ou outro gemido e falar pausadamente, com a boca colada ao ouvido do parceiro), agradecem algum cuidado no manuseamento do seu órgão sexual (o que não implica tratá-lo como um vidrinho) e adoram ser estimulados. Claro que aquela coisa de fazer sexo como quem vê um documentário histórico, distante e sensaborão, é impensável. Melhor ser considerada uma atrevida do que uma chata.

Estão proibidas as atitudes egoístas, do género, "mostra-me do que és capaz" – sexo é como Estado, quando as coisas correm mal a culpa também é sua; as trocas de nomes e os ataques de nostalgia. M. diz que desistiu definitivamente de P. quando, na terceira noite que passaram juntos, ele comparou o tamanho do soutien dela ao da ex – com clara desvantagem para M., diga-se de passagem.

Também não vale a pena discutir a descida das taxas de juros antes de se despir, e livre-se de sucumbir a um daqueles ataques de sopeirice que às vezes atacam as mulheres mais insuspeitas. Uma das coisas que mais desapontou J., no breve romance que manteve com A., foi a estúpida mania que ela tinha de lavar a loiça antes de se ir deitar...

A fechar este top ten de comportamentos anti-t…, surge o excesso de zelo de mulheres como I. Medo de serem rejeitadas por causa de três pêlos; pânico de serem apontadas por causa da celulite no rabo; raiva por não terem posto o body preto em vez daquelas cuecas brancas, etc., etc,, etc.

Más notícias: pior do que pele casca de laranja e depilação mal feita, só uma tremenda insegurança. Minhas senhoras, acordem. Os homens também têm medo de falhar – e falham. Mais do que isso: eles gostam de mulheres reais e essas nem sempre têm nota 10. Querem ver? Em 2007, o britânico Mirror fez um inquérito junto dos leitores para descobrir as 15 coisas que as mulheres nunca imaginaram que os homens consideram sexy. Surpresa: eles gostam de pouca maquilhagem (nada pior, dizem, do que dar um beijo na boca e ficar a saber a bâton), estômagos redondos (o que explica o sucesso das Shakiras), rugas, pequenas cicatrizes e seios médios (apesar dos media fazerem a apologia do XL). Ficam igualmente rendidos a mulheres que gostam de sair e beber copos (desde que não voltem para casa em ombros), e não se importam que elas lhes liguem a meio da noite para confessar que sentiram a falta deles.

Admiram as que têm jeito para crianças, desejam as que voltam para casa descalças e acham graça às que usam roupa interior desencontrada. A explicação é divertidíssima: "Eles adoram pensar que elas não estavam a planear ter sexo e que as conseguiram convencer a isso…", explicou uma terapeuta sexual chamada Paula Hall ao Mirror.

Quem diria que eles ficam excitados com maquilhagem desfeita (faz-lhe lembrar o pós-sexo), madeixas já descoloradas (diz a mesma especialista que lhes recorda as raparigas com que estavam proibidos de sair pela mamã) e falta de jeito para contar piadas? "Normalmente, sentem-se intimidados com mulheres muito intelectuais. As que se enganam ou esquecem o final das histórias revelam a sua vulnerabilidade. E isso desperta neles um instinto de protecção", esclarece Simon Moore, chefe do departamento de psicologia da London Metropolitan University ao jornal inglês.

Finalmente, os homens gostam de tops justos (mas não muito curtos, sobretudo para quem tem umas gordurinhas), e, a partir de certa altura, preferem as mulheres que dormem de t-shirt às que vão para a cama como se estivessem a filmar um especial para a Playboy.

Traduzindo: ao fim de três semanas, eles estão fartos de mistério e de glamourQuerem é companhia.

Por falar nisso, I. continua com o seu Braz Pinto e, pelo sim pelo não, voltou à depilação.


O que eles realmente gostam

Para escrever What men really want in bed – The surprising secrets men wish women knew about sex, Cynthia W. Gentry e Nima Badiey (ela escritora, argumentista e especialista em sexualidade; ele fotógrafo e consultor) ouviram mais de 300 americanos entre os 23 e os 64 anos, que lhes revelaram as suas experiências e fantasias. O resultado é um livro que Cynthia Gentry, também autora de The bedside orgasm book (o livro de cabeceira do orgasmo), classifica de inovador, por revelar a perspectiva masculina do tema.

O facto de as mulheres ainda terem vergonha de discutir as suas preferências sexuais com os homens, bem como o hábito que eles têm de abordar quase sempre o assunto de forma lúdica, com os amigos, não tem contribuído para esclarecer o que eles e elas classificam de "noite inesquecível".

Para ficar a saber mais sobre o assunto, vale a pena ler as confidências deles.

  1. É verdade. Os homens passam 95% do tempo a tentar seduzir as mulheres. Nos outros 5% querem realmente saber a opinião delas sobre um filme ou levá-las a tomar café.
  2. Os homens sabem apenas 1% do que as mulheres gostariam que eles soubessem. Por isso, não seja demasiado misteriosa, sob pena dele não perceber nada e você não ter prazer nenhum.
  3. A maioria adora ser seduzido – e conduzido. Esqueça os preconceitos e mostre-se interessada. Ah, eles preferem ficar por baixo: assim desfrutam melhor da visão da mulher.
  4. Estabeleça contacto físico. Os homens adoram toques inadvertidos nas mãos, nos braços. E na cama, seja afectiva. É falso que os homens não sejam dados a beijos. Mais: 56% dos inquiridos disse que gostava de trocar mimos depois de.
  5. Não insista em falar da relação (se já houver uma relação). Aproveite o momento e deixe-se de conversas sérias. Mas atenção: se tiver sido muito bom, pode contar-lhe.
  6. Livre-se dos ataques de remorsos e, sobretudo, nunca os confesse. Se acha que não devia ter ido tão longe, guarde isso para si. E se foi assim tão mau, vista-se e vá-se embora.
  7. A maioria dos homens só admite tirar partido de brinquedos sexuais quando tem uma relação cúmplice com a parceira. Entre quase desconhecidos pode ser confrangedor.
  8. Fale sobre sexo antes de o fazer. Aproveite um jantar para abordar o tema. Os autores do livro aconselham: "Se lhe faltar a coragem, use este livro como pretexto, diga que leu aqui."
  9. Se não lhe apetece fazer sexo, não faça. E diga-o. Ao contrário do que se pensa, os homens detestam dormir com mulheres que parecem estar ali por obrigação.
  10. Conte-lhe as suas fantasias e peça-lhe que fale sobre as dele. Isso vai ajudar a que a relação não caia na rotina.


Artigo originalmente publicado na edição nº 295 da Máxima.

Tags: sexo homens mulheres cama
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
6 Comentários
aderito nunes gas
Há 2 semanas
Pedro Ferreira Amor, muito amor
13.01.2020
Anónimo ?
06.01.2020
gozador Estou inteiramente de acordo com o ZÉ ------ Teve muita coragem em criticar a saloia da Malveira
04.01.2020
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!