Lifestyle

Beber vinho regularmente é tão mau quanto fumar

Associado ao aumento do risco de cancro, o álcool pode ser ligeiramente mais prejudicial à saúde que o tabaco, diz um estudo britânico.
Por Ana Silva, 02.04.2019

De acordo com os investigadores do Hospital Universitário de Southampton NHS Foundation Trust, estima-se que 10 em cada 1000 homens possa vir a desenvolver cancro se beber uma garrafa de vinho por semana. No caso das mulheres, o número aumenta para 14 em 1000. Para quem bebe três garrafas de vinho por semana, o risco aumenta e o número passa para 19 em cada 1000 homens e 36 em cada 1000 mulheres – ou seja, o equivalente a fumar oito cigarros por semana no caso dos homens, e 23, no caso das mulheres.

No entanto, "o estudo não nos diz que beber álcool em moderação é, de alguma forma, equivalente ao tabagismo", esclarece a médica Theresa Hydes, uma das investigadoras deste estudo, ao diário britânico Daily Mail.

A médica explicou ainda que, ao contrário do que sabemos sobre os riscos do tabagismo, os perigos do álcool são menos conhecidos embora estejam igualmente ligados ao cancro da boca, garganta, esófago, intestino, fígado e mama.

Apesar de destacar os perigos do consumo de álcool, os resultados do estudo mostraram que o tabaco continua a representar um perigo maior para a saúde, contudo, os cigarros são usados como analogia de forma a transmitir a mensagem de forma eficaz a mensagem, promovendo escolhas de saúde mais conscientes.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!