Mundo

Missão: Transformar a sala em 10 passos

Podemos mudar a casa em dez passos por divisão? Podemos, mas este será apenas o início da revolução! Preparamos um inspirador manual de arranque como forma de motivação, mas lembre-se: uma boa decoração é um processo, para fazer para o resto da vida.
Por Máxima, 08.05.2017
Sala

1. Adote um estilo homogéneo que conte a mesma história, evitando referências díspares. Ou então vários estilos, desde que unidos por outro elo, como a cor. Mas não tente contar várias histórias ao mesmo tempo, ninguém perceberá nada. 

2. Distribua a iluminação pelos cantos e use lâmpadas de baixa intensidade ou reguladores de luminosidade. Outra alternativa: um candeeiro de chão também num canto, se possível rotativo e posicionável, para iluminar onde seja necessário. 

3. Prefira uma mesa de jantar redonda, onde cabe sempre mais um. E é de longe mais fácil de integrar num layout

4. Invista num bom tapete. Depois das paredes e do teto, o chão é a maior superfície da divisão. Pelo mesmo motivo, a dimensão, escolha um que apesar de belo seja discreto.

5. Use o mobiliário como uma peça de arte. Na maior parte das vezes, o mobiliário tem uma duração limitada num tempo relativamente curto; quanto mais charme tiver agora mais terá daqui a 30 anos. 

6. Use peças que se possam movimentar pelo espaço em função das necessidades.

7. Escolha um sofá longo com chaise-longue incorporada e, tendo espaço, descole-o da parede para que se possa circular por toda a sala. Todos, cão incluído, agradecerão.

8. Reserve uma parte importante do orçamento para o serviço de pratos. Se bem escolhido pode ser mesmo um investimento, e se os poupar do inferno que é o interior de uma máquina de lavar louça, duram para sempre. Pelo mesmo motivo, não vá em modas e escolha um desenho clássico.

9. A mesa de centro, ou de frente de sofá, deve ser a peça de mobiliário em que mais se tropeça. Por esse motivo, escolha uma de desenho doce e user friendly

10. A alcatifa é um grande regresso nada esperado. Mas sem compromisso ou perenidade, é para ser usada como um grande tapete de parede a parede, sem a trabalheira de a instalar definitivamente debaixo dos rodapés, como se fazia antigamente. Tanto assim é que é vendida em placas, como se fora um mosaico.
 
 
Por João Galvão
*Originalmente publicado no suplemento de decoração da edição de maio da Máxima (Nº344)

Saiba como transformar a sala, o quarto, a cozinha, a casa de banho e a varanda.
Tags: lifestyle novidades decoração inspiração sugestões 10 passos sala
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!