Notícias Máxima

O poder das lágrimas

Comportamento

O poder das lágrimas

Chorar faz bem e recomenda-se. Quem o diz é a ciência, mas também o bem-estar de quem não vive, esporadicamente, sem uma boa “chuva de lágrimas”. Gera a catarse e um renascimento interior. Esqueça o que diz o mundo acerca do ato de chorar e solte, de vez, a Maria Madalena que há em si.
Por Pureza Fleming, 07:00
Sorria! O otimismo prolonga a vida

Comportamento

Sorria! O otimismo prolonga a vida

Com um novo ano pela frente, os desejos, as ambições e os projetos para 2020 requerem uma boa dose de otimismo. Mais do que um traço de personalidade, esta é uma atitude que deve ser estimulada. Como praticar o otimismo e tirar dele o melhor partido?
Por Carolina Carvalho, 27.01.2020
Onde estão as boas maneiras à mesa?

Lifestyle

Onde estão as boas maneiras à mesa?

Foi bom enquanto durou. E durou muito tempo. A prática secular, também conhecida por etiqueta, foi substituída por hábitos mais prosaicos como falar ao telefone, enviar mensagens, tirar fotografias de pratos com sabor a like, reclamações por-tudo-e-por-nada e centenas de reservas por cancelar. Posto isto, é bem possível que o cliente nem sempre tenha razão.
Por Maria Wallis, 15.01.2020

Notícias Máxima

ON/OFF: quando desligar o botão da TV das crianças

Comportamento

ON/OFF: quando desligar o botão da TV das crianças

O regresso à escola e à rotina traz dilemas antigos: a televisão é uma boa companhia para os nossos filhos? As opiniões dividem-se mas, numa coisa, os especialistas concordam: até aos dois anos, o aparelho deve estar desligado. Depois, é o bom senso parental que deve comandar as escolhas.
Por Carla Mendes, 12.01.2020

Notícias Máxima

Não se deixe enganar pelo charme dele

Comportamento

Não se deixe enganar pelo charme dele

Primeiro surgem os elogios e os presentes. Depois, aos poucos, segue-se o comportamento controlador e a violência. Como pode uma mulher reconhecer um Homem com Síndrome do Charme antes de ser demasiado tarde? Louise Doughty - autora de Apple Tree Yard (Faber & Faber) - descreve a sua própria fuga feliz de uma relação coerciva.
Por Louise Doughty, 03.01.2020