Notícias Máxima

Em busca do desejo perdido

Comportamento

Em busca do desejo perdido

As parangonas de um jornal anunciaram que mais de metade das mulheres portuguesas tem orgasmos sempre ou quase sempre que têm relações sexuais. E apesar de 75% se queixarem de que andam exaustas, sem tempo para si e insatisfeitas com o corpo e, muitas vezes, com o companheiro, aparentemente nada disto influi na sua performance, afirmando que fazem amor mais de duas vezes por semana, mesmo nas ligações amorosas que já levam 15 ou 20 anos.
Por Isabel Stilwell, 14.06.2019
Como era ter 30 anos há 30 anos?

Comportamento

Como era ter 30 anos há 30 anos?

Dos sonhos todos, quantos ficaram pelo caminho? Pergunta-se Manuela Gonzaga, otimista encartada, escritora e historiadora que diz contabilizá-los melhor quando pensa em todos os que se concretizaram. E sem ceder às armadilhas da saudade, mostra-nos como é delicioso recordar os queridos anos 80.
Por Manuela Gonzaga, 11.06.2019
Parar, pensar e educar

Comportamento

Parar, pensar e educar

É autora do livro 'Educar com Mindfulness', fundadora da Academia de Parentalidade Consciente e mãe de três crianças. A coach Mikaela Övén deixa-nos algumas pistas e estratégias certeiras para aplicar no relacionamento entre pais e filhos.
Por Rita Lúcio Martins, 04.06.2019

Notícias Máxima

Afinal, o que significa ser influencer?

Comportamento

Afinal, o que significa ser influencer?

Líderes de opinião, de imagem, das duas coisas ou de coisíssima alguma partilham entre si algo em comum: resmas de seguidores. Os influenciadores digitais, também conhecidos como sendo as novas coqueluches do marketing, têm suscitado atenções, mas também levantam questões sérias. Numa fase ainda precoce relativamente ao tema, qual será, afinal, o real valor do influenciador?
Por Pureza Fleming, 03.06.2019

Notícias Máxima

Como se sente a dor no feminino

Comportamento

Como se sente a dor no feminino

Quando não lhe dói a cabeça, doem-lhe as costas e quando não são as costas sente a cicatriz da última cesariana? De tal forma que já tem vergonha de se queixar? Não está sozinha. A ciência sabe que as mulheres sentem não só a dor de forma mais intensa, mais frequente e mais prolongada, como mais dores em simultâneo. A Máxima foi conhecer os bastidores da dor no feminino.
Por Isabel Stilwell, 30.05.2019