Comportamento

Ser Dona de Casa não é trabalhar?

A mensagem que se tornou viral nas redes sociais e que levantou uma velha questão.
Por Máxima, 12.01.2017

Em março do ano passado, Ryshell Castleburry, um tatuador da Flórida, partilhou na sua página de Facebook uma conversação imaginária entre um homem e o seu psiquiatra. Esse post tornou-se de tal forma viral que acabou por ser partilhado mais de 300 mil vezes, conta com mais de 600 mil reações e mais de 400 comentários.

Basicamente a conversa fictícia aborda o trabalho diário das mães e donas de casa.

O post foi este:

"A minha mulher não trabalha. A minha mulher não trabalha!!!

Conversação entre um marido (M) e um psicólogo (P):

P: O que faz para ganhar a vida, Senhor Rogers?

M: Trabalho como contabilista num banco.

P: E a sua esposa?

M: Não trabalha. Ela é dona de casa.

P: Quem prepara o pequeno almoço para a sua família?

M: A minha mulher porque ela não trabalha.

P: A que horas se levanta a sua mulher?

M: Levanta-se cedo para organizar tudo. Prepara o almoço para as crianças, assegura-se de que estão bem vestidos e penteados, que tomam o pequeno-almoço, que lavam os dentes e que levam tudo para a escola. Acorda o bebé e muda-lhe a fralda e a roupa. E também o amamenta.

P: E como vão os seus filhos para a escola?

M:Leva-os a minha mulher, porque ela não trabalha.

P: Depois de os levar à escola, o que faz ela?

M: Normalmente pensa logo em coisas que tenha que fazer aproveitando que está na rua, para não ter que tirar e por muitas vezes a cadeira do carro, como pagar contas ou ir às compras ao supermercado.  Às vezes, sim, esquece-se de qualquer coisa, e tem que fazer a viagem outra vez, com o bebé atrás. Quando regressa a casa tem que alimentar o bebé novamente, mudar-lhe a fralda e adormecê-lo. Orienta a cozinha e de seguida encarrega-se da roupa e da limpeza da casa. Porque ela não trabalha.

P: À noite, depois de regressas do trabalho, o que faz você?

M: Descanso, claro. Enfim, estou cansado de um dia inteiro a trabalhar no banco.

P: O que faz a sua mulher à noite?

M: Faz o jantar, serve-o aos meus filhos e a mim, lava os pratos, arruma uma vez mais a casa, assegura-se que o cão está em casa e guarda os restos do jantar. Depois de ajudar os miúdos com os trabalhos de casa, veste-lhes o pijama e muda a fralda do bebé; dá-lhes um copo de leite e verifica se eles lavam os dentes. Já na cama acorda várias vezes para dar de mamar ao bebé e mudar-lhe as fraldas caso necessário enquanto descansamos. Porque ela não tem que se levantar cedo para ir trabalhar.

Esta é a rotina diária de muitas mulheres em todo o mundo, começando pela manhã e continua até altas horas da noite… A isto se chama ‘não trabalhar’? Ser dona de casa não tem diplomas, mas tem um papel importantíssimo na vida de uma família! Aproveita e aprecia a tua mulher, mãe, avó, tia, irmã, filha… porque o seu sacrifício não tem preço. Alguém lhe perguntou ‘És uma mulher que trabalha ou és só dona de casa?’. Ela respondeu: ‘Eu trabalho como mulher da casa, 24 horas por dia.’. Sou uma mãe. Sou uma mulher. Sou uma filha. Sou o alarme despertador. Sou a cozinheira. Sou a mulher das limpezas. Sou a mestra. Sou a babysitter. Sou a enfermeira. Sou a trabalhadora manual. Sou a agente de seguros. Sou a conselheira. Sou a que consola. Não tenho férias. Não tenho direito a ficar doente. Não tenho um dia livre. Trabalho de dia e de noite. Estou de guarda o tempo todo. Não recebo ordenado e…ainda assim continuo a ouvir a frase ‘Mas o que fazes o dia inteiro?’."

 

No fim de contas, um simples post que tinha como intenção ser um reconhecimento a ‘todas as mulheres que dedicam as suas vidas ao bem-estar das suas famílias’ acabou por transformar-se numa autêntica bomba desencadeadora de um debate mundial sobre o tema. 


Por Ângela Mata

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!