Fotogalerias

SAG Awards Anti-Trump

Por Máxima, 30.01.2017
  • / 12
Os atores Simon Helberg e Jocelyn Towne surgiram na passadeira vermelha com mensagens diretas: ‘Bem-vindos Refugiados’ e ‘Deixe-os entrar’
David Harbour disse ‘Estamos unidos em relação ao facto de sermos todos seres humanos e estamos todos juntos neste sentimento de dor, e nesta maravilhosa e misteriosa corrida que é estarmos vivos. Nós vamos, tal como o Chief Jim Hopper (personagem interpretada pelo ator na série Stranger Things), dar um murro na cara daqueles que procuram destruir os fracos e os marginalizados e vamos fazê-lo com toda a alma, com todo o coração e com toda a alegria’.
Taylor Schilling disse também durante o seu discurso que ‘O que nos une é mais forte do que as forças que teimam em dividir-nos’
Mahershala Ali proferiu algumas palavras acerca da sua própria experiência pessoal: ‘Nós acabamos por ser apanhados em detalhes que fazem de todos nós diferentes uns dos outros. Eu acho que existem duas maneiras de encarar isto. Existe a oportunidade de olharmos para a ‘ADN’ de uma pessoa e as características que fazem dela uma pessoa única. E existe a hipótese de fazer disto uma guerra, e fazer ver que uma determinada pessoa é diferente de mim e por isso não gosto dela, portanto vamos à guerra.’
Ashton Kutcher revelou que ‘todos aqueles que estão nos aeroportos e que pertencem à minha América, vocês são parte da matéria da qual todos nós somos feitos…nós damos-vos as boas vindas’.
Também Kerry Washington revelou em entrevista na passadeira vermelha : ‘Muitas pessoas insistem em dizer que os atores devem manter-se de boca fechada no que à política diz respeito. Mas a verdade é, aconteça o acontecer, os atores são activistas porque nós representamos a humanidade e os valores de todas as pessoas. A união ajuda-me a fazer isto. Eu sou a Kerry Washington e sou uma atriz’
O ator William H. Macy agradeceu a Donald Trump por’ fazer com que Frank Gallagher (personagem que interpreta na série Shameless, de um pai de família alcoólico) parecer normal’
A atriz Alia Shawkat (ao lado de Steven Yeun) proferiu as palavras de boas-vindas em árabe ‘Assalamu Alaikum’, como forma de protesto.
A atriz Sarah Paulson fez um pedido à audiência: ‘Gostaria de fazer um pedido a todos aqueles que possam, o pouco dinheiro que tenham, por favor façam um donativo à ACLU (American Civil Liberties Union)… para protegermos os direitos e liberdades de todos neste país. Esta é uma associação vital que depende totalmente do nosso apoio’
A atriz Julia Louis-Dreyfus, cujo pai era um imigrante proveniente de uma França dominada pelos Nazis, disse: ‘A interdição de imigrantes é um ultraje e é anti-americano (…) Nós somos-vos gratos, estamos convosco e lutaremos por vós’.
JohnLithgow falou directamente para Meryl Streep, durante o seu discurso, dizendo ‘Ela conseguiu proferir exatamente os meus pensamentos’. Referindo-se claramente ao discurso anti-Trump de Streep durante os Golden Globes deste ano.
O ator Bryan Cranston disse ‘Sou muitas vezes questionado sobre o que acharia Lyndon Johnson (36º presidente dos Estados Unidos) acerca de Donald Trump. E eu sinceramente diria que o 36º colocaria o seu braço à volta do 45º e desejar-lhe-ia sucesso’
Os atores Simon Helberg e Jocelyn Towne surgiram na passadeira vermelha com mensagens diretas: ‘Bem-vindos Refugiados’ e ‘Deixe-os entrar’
SAG Awards Anti-Trump
Ver comentários
Últimas Fotogalerias

Comentários

0 Comentários
As mais vistas

Notícias Máxima por Categorias