Culturas

StorySign, a aplicação que ajuda crianças surdas a ler melhor

A marca Huawei quis melhorar a capacidade de leitura de crianças que sofrem de surdez e lançou uma aplicação de interpretação de livros infantis em língua gestual.
Por Rita Silva Avelar, 10.10.2019

Sabia que há cerca de 32 milhões de crianças surdas a nível global, muitas das quais com dificuldades em aprender a ler? A surdez afecta a leitura, embora muitos não saibam. Além disso, 90% das crianças surdas nascem com pais que ouvem e não têm acesso imediato à língua gestual, o que leva a uma dificuldade acrescida no processo de aprendizagem. Em linha com o compromisso da Huawei em usar a tecnologia para fazer do mundo um lugar melhor, a marca apostou na criação da aplicação StorySign, cuja finalidade é ajudar crianças que são afetadas pela surdez a ler melhor. É, de forma resumida, uma aplicação de interpretação de livros infantis em língua gestual. Como funciona? Nela, existe um avatar* – a Star –, que orienta as crianças e os seus pais ao longo de cinco histórias pré-selecionadas, interpretando-as para língua gestual com ajuda de um smartphone que conta estas histórias em tempo real.

Além de ser gratuita, pretende ajudar crianças surdas a aprender a ler de forma autónoma ou com os seus familiares, funcionado como uma porta de acesso ao maravilhoso mundo dos livros. Desenvolvida em conjunto com especialistas e instituições de responsabilidade social ligadas à comunidade surda, esta ferramenta revelou-se desde logo útil para as crianças e para os seus pais aquando do seu lançamento, em dezembro do ano passado.

A novidade deste ano é que, em qualquer lugar, com qualquer telemóvel, qualquer criança pode aceder à StorySign (agora também disponível para os smartphones com sistema operativo iOS). Este update vem no seguimento de a Huawei ter investido 500 mil dólares em projetos de literacia e ter disponibilizado 52 novos livros na aplicação StorySign. Mas as novidades não ficam por aqui. A Huawei lança ainda localmente mais quatro novos livros em Língua Gestual Portuguesa (LGP) e adiciona uma nova língua às 14 existentes – Língua Gestual Americana (ASL). Ao todo são 13 idiomas. Dos livros disponíveis no mercado português na aplicação StorySign destacam-se Há um Dragão no meu livro, de Tom Fletcher, Dez minutos...e cama Monstrinho Querido, de Rhiannon Fielding ou A festa de anos do Bolinha, de Eric Hill".

Para marcar esta novidade, a Huawei divulgou o projeto StorySign nas redes sociais através do vídeo realizado por Chris Overton, ator e cineasta britânico (que venceu um Óscar de melhor curta-metragem em live action na edição de 2018 pelo trabalho na obra The Silent Child). Chris Overton dirigiu um filme que conta a história da Joana, uma menina surda que, como tantas outras crianças surdas, tem dificuldades em aprender a ler. Veja o vídeo, aqui.

app StorySign pode ser descarregada de forma gratuita através da Huawei AppGallery da Google PlayStore ou da App Store da Apple.

*Um avatar é um cibercorpo inteiramente digital, criado com programas digitais.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!