Culturas

O que têm em comum Nicole Kidman, Charlize Theron e Margot Robbie?

Por serem atrizes extraordinárias foram as “damas de ferro” eleitas para protagonizar o muito antecipado Bombshell – O Escândalo, o filme realizado por Jay Roach, elogiado por Austin Powers - O Agente Misterioso (de 1997) e sobretudo por Trumbo (de 2015).
Por Rita Silva Avelar, 07.01.2020

A mais recente película de Jay Roach recria o escândalo motivado pelo assédio sexual que, em 2016, revelou a verdade negra sobre Roger Ailes, então CEO e chairman da Fox News. Charlize Theron e Nicole Kidman interpretam Megyn Kelly e Gretchen Carlson, duas das mulheres que mais brilharam na história do jornalismo da Fox News e que sofreram aquele tipo de assédio por parte de Ailes (papel entregue a John Lithgow). Margot Robbie representa uma personagem fictícia, Kayla Popsisil, que, por sua vez, acaba por se ver na mesma situação que Kelly e Carlson. The Loudest Voice in the Room, como a ele se referia Gabriel Sherman numa biografia sobre o mesmo, era, afinal, um homem manipulador que durante décadas assombrou aquelas e outras mulheres com tentativas sucessivas de assédio. Entre outras alegações, diz-se que ajudou Donald Trump a chegar à presidência dos EUA, estando supostamente envolvido na "campanha de propaganda" realizada durante esse período naquele canal de notícias. Ailes acabou por morrer na primavera de 2017, assistindo à sua própria ruína, no fim da vida, tendo sido acusado por duas dezenas de mulheres.

Dois anos depois do movimento #MeToo, Bombshell – O Escândalo contribui para reforçar a liberdade de expressão e para aumentar o volume das vozes das mulheres que, num domínio masculino, não tiveram medo de falar. Além de constar na lista da revista Time como um dos 32 filmes mais antecipados deste inverno, é apontado pelos críticos de cinema como um dos possíveis candidatos na "corrida" ao Óscar. Antes de mais, o filme já foi distinguido com o prémio Stanley Kramer, atribuído pela associação Producers Guild of America (PGA), e será entregue na respetiva cerimónia, a 18 de janeiro. Criado em 2002 em honra do realizador Stanley Kramer, reconhece uma produção, um produtor ou outros indivíduos cuja conquista ou contribuição ilumina e aumenta a conscientização do público sobre importantes questões sociais. Estreia a 23 de janeiro.

Elenco feminino

Brilhante na realização de Lady Bird (de 2017), o filme que lhe valeu cinco nomeações para o Óscar (uma delas pela prestação da exímia Saoirse Ronan), Greta Gerwig reúne um elenco de luxo para Mulherzinhas, uma adaptação do livro de Louisa May Alcott. Saoirse Ronan, Emma Watson, Laura Dern, Florence Pugh, Meryl Streep, Timothée Chalamet e Louis Garrel contam a história. Estreia a 30 de janeiro.

A não perder

Em 2004, a série The L Word (2004-2009) marcou uma geração ao contar a história de um grupo de mulheres lésbicas – Bette (Jennifer Beals), Alice (Leisha Hailey) e Shane (Katherine Moennig) –, trazendo, com este enredo, o tema LGBT ao admirável mundo das séries. Uma década depois do seu final, a nova The L Word: Generation Q mantém o trio original e revela novas personagens, mas o enredo e o estilo mantêm-se autênticos. Entre 8 de dezembro e 26 de janeiro, na Showtime.

Tags: cinema filmes fox news nicole kidman charlize theron margot robbie bombshell kayla popsisil john lithgow jay roach megyn kelly roger ailes donald trump gretchen carlson the loudest voice gabriel sherman saoirse ronan óscar the l world
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!