Culturas

O filme que não pode perder esta semana. Aretha Franklin chega às salas de cinema

Filme-concerto da cantora chega às salas nacionais a 12 de setembro, a mostrar a gravação do maior álbum de gospel de todos os tempos.
Por Aline Fernandez, 11.09.2019

Todos já ouvimos a voz cortante, suave e ao mesmo tempo intensa e poderosa de Aretha Franklin. Agora teremos a oportunidade de a ‘ver’ através de uma série de imagens inéditas que chegam esta semana às salas de cinema nacionais. A 12 de setembro estreia Amazing Grace, o filme documentário que mostra a gravação do maior álbum de gospel de todos os tempos.

"A sua própria existência é um milagre", referiu a revista The New Yorker sobre esta longa-metragem. E, de facto, é. Gravado em 1972, perante a congregação da Igreja do Reverendo James Cleveland no sul de Los Angeles, o filme Amazing Grace nunca chegou a ser finalizado e exibido. Realizado por Sydney Pollack, a gravação teve problemas técnicos de sincronização do som com a imagem, que tornaram impossível a projeção do filme à época.

© Amazing Grace | Warner Bros. Entertainment
© Amazing Grace | Warner Bros. Entertainment
© Amazing Grace | Warner Bros. Entertainment
© Amazing Grace | Warner Bros. Entertainment
© Amazing Grace | Warner Bros. Entertainment
© Amazing Grace | Warner Bros. Entertainment
© Amazing Grace | Warner Bros. Entertainment
© Amazing Grace | Warner Bros. Entertainment
© Amazing Grace | Warner Bros. Entertainment
© Amazing Grace | Warner Bros. Entertainment
O filme que não pode perder esta semana. Aretha Franklin chega às salas de cinema

Os problemas eram irresolúveis até ao dia de hoje. O material foi deixado de lado durante quase 47 anos, até os produtores Alan Elliott, Jerry Wexler e o próprio realizador Sydney Pollack resolveram abordar a Warner Bros. Entertainment para saber se seria possível que alguma das novas tecnologias digitais disponíveis hoje permitisse combinar o som com a imagem e fazer um filme a partir das gravações brutas. Para a nossa alegria sim.

O filme emociona-nos com a presença de voz da cantora e compositora norte-americana de gospel, rhythm and blues e soul e também nos diverte ao exibir a reação dos fiéis presentes – reação com a qual todos nos podemos relacionar-nos ao ouvi-la cantar. O documentário torna-se, assim, um testemunho da força e grandeza de Aretha, e reforça a sua posição como ícone da música. Uma belíssima homenagem à maior cantora de sempre que chega logo depois do primeiro aniversário de morte, a 16 de agosto de 2018.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!