Mundo

Morreu Simone Veil, a primeira mulher Presidente do Parlamento Europeu

Sobrevivente do Holocausto, foi a primeira mulher Presidente do Parlamento Europeu e a ministra da Saúde que legalizou a contraceção e despenalizou o aborto em França.
Por Rosário Mello e Castro, 30.06.2017

Morreu aos 89 anos uma das mulheres mais marcantes da história da política francesa e europeia, símbolo da luta pela igualdade de género. Conhecida pelo papel que desempenhou na liberalização da contraceção em França, legalizou a pílula e introduziu-a no sistema de segurança social francês, em 1973. Foi também uma das figuras-chave da despenalização da interrupção voluntária da gravidez ? a chamada Lei Veil, um dos passos mais importantes para a conquista da igualdade de género em França. Em 1979, tornou-se a primeira mulher Presidente do Parlamento Europeu.

 

Simone Veil nasceu em Nice e tinha apenas 17 anos quando chegou com a família ao campo de concentração nazi de Ravensbrück, onde perdeu os pais e o irmão. Anos mais tarde, Veil disse em entrevistas que o Holocausto foi uma das razões que a transformou numa europeísta convicta.

 

A notícia da sua morte foi divulgada esta manhã pela família, seguindo-se reações um pouco por todo o mundo. O Presidente francês, Emmanuel Macron, já reagiu à morte de Veil, descrevendo-a como um símbolo francês e uma inspiração para o mundo.

   

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!